CIVITATE - INCENTIVADORES

domingo, 8 de novembro de 2009

CEARÁ - "POLICIAIS E BOMBEIROS SAEM EM PASSEATA NA CAPITAL"


"Mobilização por melhores salários foi seguida por filhos, esposas e viúvas, com apoio de policiais civis e delegados. Secretário Roberto Monteiro diz que o Ceará não tem condição de pagar vencimentos iguais aos do Distrito Federal, como prevê a proposta de emenda."

Policiais militares e bombeiros saíram em passeata na manhã deste sábado, em Fortaleza. A categoria percorreu ruas dos bairros Benfica e Centro como uma forma de manifestação em prol da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 300, em tramitação no Congresso. A matéria, se aprovada, criará uma espécie de piso nacional da classe.

O ato começou na Reitoria da Universidade Federal do Ceará (UFC) e foi até a Praça do Ferreira. A Associação da Cabos e Soldados (ACS) calculou 10 mil pessoas na marcha. O mesmo número foi estimado pelo secretário da Segurança Pública, Roberto Monteiro. Participaram também familiares dos servidores, além de policiais civis e delegados.

A PEC 300 prevê que todos os estados seriam obrigados a pagar à categoria um vencimento igual ou superior ao do Distrito Federal. Um cabo em Brasília, hoje, recebe R$ 4,4 mil. Já no Ceará o valor é de R$ 1,5 mil. Todas as 14 faixas salariais do DF são superiores às do Ceará.

O deputado federal Eudes Xavier (PT) explica que a PEC foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e na Comissão Especial. A matéria, segundo ele, deve ser votada em plenário até o fim do ano. ``Não vi no Congresso nenhuma corrente contrária à PEC``, comentou.

``Tivemos vitórias salariais nos últimos governos. Mas ainda precisamos crescer nesse sentido. A reivindicação é justa``, diz o sargento Hiatagan Carneiro, 40, com 17 anos na PM. ``Essa foi a maior e mais bonita manifestação (de PMs) que eu vi. Não são apenas soldados. Os oficiais também estão aqui``, lembrava o soldado Tarciano Moura, 33, policial há 15 anos.

Roberto Monteiro diz ainda não ter falado com o governador Cid Gomes (PSB) sobre a PEC, mas avisa que o Ceará não tem condições de bancar o possível aumento da folha. ``Praticamente 90% dos estados não podem pagar. Brasília é uma ilha da fantasia, porque é subsidiada pela União``, apontou.

``A PEC deveria prever que a União subsidiasse o pagamento dos vencimentos nos estados onde não houvesse condição``, sugeriu. ``E, em vez de de pagar igual a Brasília, que eu acho irreal, poderia se pensar num percentual. Por exemplo: 60%``, completa.

Já o procurador-geral do Estado, Fernando Oliveira, não teceu comentários. "Prefiro não me manifestar, porque ainda não vi a redação (texto da PEC)``, resumiu.


SAIBA MAIS

Comparação entre salários do Ceará e do Distrito Federal
  • Soldado de 1ª classe - R$ 1.445,29 (CE) e R$ 4.129,73 (DF)
  • Cabo - R$ 1.503,08 (CE) e R$ 4.402,17 (DF)
  • Primeiro sargento - R$ 1.935,60(CE) e R$ 6.784,23 (DF)
  • Capitão - R$ 3.844,28 (CE) e R$ 10.679,82 (DF)
  • Coronel - R$ 6.924,44 (CE) e R$ 15.355,85 (DF)."

(Fonte: Diego Lage - Jornal O Povo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.