CIVITATE - INCENTIVADORES

sábado, 21 de novembro de 2009

BRADESCO VOLTA A FAZER EMPRÉSTIMO CONSIGNADO PARA SERVIDORES PÚBLICOS DO ESTADO DO CEARÁ

"Servidores voltam a ter acesso ao crédito consignado."

"Os servidores públicos estaduais voltaram a ter acesso ao crédito consignado ontem (20/11), depois de mais de quatro meses de paralisação. O retorno, ainda parcial, está sendo administrado pela Administradora Brasileira de Cartões (ABC), empresa contratada pelo Governo do Estado para gerir a margem consignável do funcionário público, através do cartão Único.

Segundo informações do Bradesco, o banco voltou a operar com o crédito consignado para o servidor cearense em seis agências (Cambeba, Parangaba, Bárbara de Alencar, BEC Centro Comercial, Prime Centro e Prime Aldeota). Mas a partir da próxima semana a maioria das 104 agências da instituição no Ceará, sendo 35 em Fortaleza, deverão estar efetuando os empréstimos. A assessoria de imprensa adiantou que a taxa de juros, a partir de 1,70%, varia de acordo com o prazo que pode se estender até 72 meses. A expectativa é que a Caixa Econômica Federal também comece a emprestar para o funcionário público estadual até o final deste mês.

Através do Único o servidor também poderá comprar com desconto em folha no supermercado Super Família, na rede de farmácias Pague Menos, além de contratar os serviços da ABS Odontologia, Odonto System e funerárias Ethernus e Alvorada. "O plano de saúde Hap Vida já está cadastrado no nosso sistema mas só deve começar a operar com o cartão na próxima semana", informa a diretora da ABC, Sâmia Cavalcante, confirmando que o Único começou a operar ontem.

Até ontem (20/11) à tarde o coordenador geral do Sindicato dos Tralhadores no Serviço Público Estadual do Ceará (Mova-se), Airton Lucena, não sabia da volta do consignado. Destacou que a luta da entidade, que inclusive entrou com ação na Justiça, é contra esse sistema. A secretária executiva da Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado (Seplag), Lúcia Cidrão, disse que os consignados voltaram a ser operados na quinta-feira passada.

"O movimento na agência do Cambeba foi tão grande que foi preciso distribuir senhas``, comentou. Lúcia Cidrão afirma que um dos decretos do governo autoriza as associações de servidores credenciadas a continuarem operando alguns tipos de serviços como planos de saúde. Garante que a taxa de juros para o consignado é de no máximo 2% e pode ser paga de um a 72 meses. Apesar da volta do empréstimo consignado, servidores continuam com dúvidas. Muitos vão a sede da ABC apenas pedir informações."

(Fonte: Artumira Dutra - Portal O Povo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.