CIVITATE - INCENTIVADORES

sábado, 28 de novembro de 2009

ADIADO O JULGAMENTO DO PM ACUSADO DE EXECUÇÃO QUE ENVOLVE O NOME DO ATUAL VICE-PREFEITO DE CAUCAIA - CE

"Júri de policial militar acusado de homicídio é adiado a pedido da defesa."

"O juízo da 4ª Vara do Júri determinou, a pedido da defesa do réu, o adiamento do Júri Popular do policial militar Dimas Rocha Lima. Ele é um dos acusados do assassinato do militar reformado Francisco Fernando Nogueira da Silva, em outubro de 1999, numa churrascaria do bairro Parquelândia, em Fortaleza.

O réu compareceu na manhã desta sexta-feira (27/11) para ser julgado no Fórum Clóvis Beviláqua, porém o seu defensor, o advogado Francisco José Colares Filho, solicitou uma nova data para o julgamento.
O advogado alegou que, como foi constituído defensor desta causa recentemente, não houve tempo hábil para elaborar a defesa do réu em plenário. Por este motivo, o juiz titular da Vara, José Barreto de Carvalho Filho, determinou o adiamento do Júri e irá marcar, posteriormente, uma nova data para que o réu seja submetido a julgamento popular.

Além de Dimas Rocha Lima, são réus no processo Mardônio Gonçalves Vila Real, que prestava serviços de motorista e guarda-costas da vítima, e o militar reformado da Aeronáutica, Paulo de Tarso Magalhães Guerra, que hoje é vice-prefeito do município de Caucaia. Estes dois últimos recorreram da sentença de pronúncia e ainda aguardam julgamento dos recursos. Eles respondem por homicídio duplamente qualificado e, se condenados, poderão pegar de 12 a 30 anos de reclusão."

(Fonte: Blog Mirando a Polícia, citando notícia publicada no site do TJCE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.