CIVITATE - INCENTIVADORES

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

PIMENTEL ASSUME NO SENADO DA REPÚBLICA

"Com muita honra, assumo o mandato de Senador da República nesta terça-feira, 1º de fevereiro de 2011, às 10 h, no Plenário do Senado.

Quero que todos (as) vocês sintam-se empossados comigo, em especial os 2.397.851 eleitores que me confiaram esta nova missão, após 16 anos de exercício parlamentar como deputado federal.

Reafirmo o meu compromisso de ajudar a nossa Presidenta Dilma Rousseff a continuar melhorando o país, em favor de todos os brasileiros.

Serei um parlamentar a serviço do desenvolvimento do Nordeste, em especial do Ceará, apoiando os projetos estaduais e municipais de interesse público.

Peço a você que continue me acompanhando nessa caminhada. Com a posse, vamos reestruturar todos os canais de comunicação para que você tenha sempre à disposição as informações necessárias para analisar, avaliar e contribuir cada vez mais com o mandato.

Estamos juntos, seguindo em frente.

José Pimentel
Senador da República"

(Fonte: Via e-mail de comunicacao@josepimentel.com.br)

RONDA REALIZA CURSINHO NO INTERIOR

Foi realizada no sábado (29/01), no pólo de convivência Social da Cidade de Granja - CE, a aula inaugural do cursinho preparatório para o concurso da Polícia.

O Tenente PM Alexandre Torres, Comandante do Ronda do Quarteirão nas Cidades de Granja, Camocim, Tianguá e Viçosa do Ceará, ministrou a aula para cerca de 100 jovens. O tema da aula inaugural foi "Como obter sucesso em concurso público".

Para se inscrever no cursinho foi solicitado um quilo de alimento não perecível e uma taxa de R$ 3,00 por pessoa. O cursinho terá duas aulas por semana e será realizado com o apoio da prefeitura local. Os professores serão os próprios policiais do Ronda do Quarteirão da Cidade de Granja. O material arrecadado será doado para uma instituição de caridade da cidade.

Para Alexandre Torres, o principal objetivo do cursinho é dar uma oportunidade aos jovens de Granja de se prepararem para ingressar em um cargo público, mas além disso serão abordados temas cotidianos com o intuito de prevenir o uso de drogas e da violência. Disse ainda que pretende estender o projeto para outras cidades.

(Fonte: Supervidor do NPC XXVII - Sede em Tianguá)

PM MORRE EM FORTALEZA

O PM Marcos José Pinto da Silva, 43 anos, morreu em decorrência da colisão entre a motocicleta que ele pilotava e um caminhão que transportava tijolos. O acidente fatal ocorreu na manhã desta segunda-feira (31/01), na rua Will Morais, no bairro Edson Queiroz, Fortaleza - CE.

O condutor do caminhão permaneceu no local do acidente e acionou o socorro, bem como a polícia. Após a constatação de que nada mais podia ser feito para salvar a vida do policial militar, o motorista compareceu ao 26º Distrito Policial, onde prestou depoimento e foi liberado em seguida, pois se apresentou espontaneamente.

PMs que morreram no Ceará em 2011
  • Acidente
Afora o caso acima do Policial Militar Marcos José Pinto da Silva, falecido hoje (31/01), também morreu vítima de acidente no dia 17/01 em Iguatu-CE, o Soldado do Ronda do Quarteirão Francisco Italo Nunes Alves, de 23 anos.
  • Assassinato
1) Sargento PM Francisco André Oliveira Correia, 34 anos, pertencente à 2ª Companhia do 6º Batalhão Policial Militar, foi executado com pelo menos sete tiros, no começo da noite do dia 14/01, no bairro Parque Potira, município de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza - CE.

2) Soldado do Ronda do Quarteirão Émerson Klênio Martins de Souza, assassinado na noite de 22/01, no bairro da Pajuçara, Município de Maracanú, Região Metropolitama de Fortaleza - CE.
  • Morte súbita

O Cabo da Polícia Militar do Ceará José Gilvan dos Santos, pertencente à 3ª Companhia do 2º Batalhão Policial Militar, de Brejo Santo - CE, faleceu dia 20/01, depois de passar mal no alojamento da sede da ACSMCE - Associação dos Cabos e Soldados Militares do Ceará, na Av. do Imperador, bairro José Bonifácio, em Fortaleza - CE.

(Fonte: Com informações do Plantão Policial, Paulo Campelo - Jangadeiro online)

NA ÉPOCA DA FOTOGRAFIA DE PAPEL 15

1992 - Auditório do QGC/PMCE - Fortaleza/CE

Em 1992 a Polícia Militar do Ceará recebeu inspeção de rotina da 10ª Região Militar. Na oportunidade o General Vitor José Scholobach Fortuna, Comandante da 10ª RM, foi anfitrionado pelo Coronel PM Francisco Hamilton Rocha Barroso - Comandante Geral. Na foto que registra o momento em que fui cumprimentado pelo General, estava ladeado pelos Tenentes PM Genilson e Valter.

1996 - Palácio do Planalto - Brasília/DF

Estágio de Segurança Presidencial no Palácio do Planalto, em Brasília - DF, juntamente com companheiros Fuzileiros Navais, do Exército, da Aeronáutica, da PMDF e da PMGO. Comigo na foto na sala de aula da Sub Chefia de Segurança, no Anexo do Palácio, dentre outros, a 1º Tenente PM Cléa Pontes Medeiros Beltrão (PMCE).

2001 - Salão Nobre do CPC - Fortaleza/CE

Em 2001 era Sub Comandante, e na ocasião respodia pelo Comando do CPC - Comando de Policiamento da Capital, da PMCE, quando realizamos um café da manhã em homenagem aos aniversariantes do mês. Na foto comigo, dentre outros, os Sargentos PM Alípio e Castro.

(Fonte: Álbum do Cel PM Adail Bessa de Queiroz)

POLÍCIA DO SUSHI

Preocupados com a qualidade da culinária japonesa que vem se espalhando pelo mundo, os principais sushi chefs do Japão, reunidos numa associação, resolveram lançar uma campanha internacional que levará à emissão de certificados para estrangeiros que preparam sushis.

Outras campanhas semelhantes - defendidas pelos japoneses que dizem querer preservar a reputação de sua gastronomia e atacam adaptações feitas no exterior - já foram muito criticadas e apontadas como uma espécie de "polícia do sushi".

Mas os sushi chefs, que promoverão seminários internacionais, dizem estar preocupados principalmente com a falta de higiene, que pode levar à intoxicação alimentar, transformando o peixe cru num alimento perigoso.

O chef Masayoshi Kazato disse à agência France Presse: "A maioria dos restaurantes fora do Japão prepara sushi na mesma cozinha em que faz os pratos de carne. E não é higiênico trabalhar com peixe cru numa cozinha onde não há água constantemente escorrendo para a limpeza", criticou. Segundo ele, é importante ensinar a maneira correta de limpar e cortar o peixe, para evitar a proliferação de bactérias.

Os seminários começarão por Cingapura e também serão realizados em cidades como Londres, Los Angeles e São Francisco.

(Fonte: Cláudia Sarmento - Lá Fora/O Globo)

SISTEMA USADO NOS PROCESSOS DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS É REFORMULADO

O Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (Sicaf), usado nos processos de compras governamentais, passou por uma reformulação. A partir de agora, os fornecedores farão o cadastramento pela internet, sem precisar se dirigir a uma unidade cadastradora. O novo modelo deverá ser adotado por todos os órgãos públicos que integram do Sistema de Serviços Gerais (Sisg).

De acordo com a secretária de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento,Glória Guimarães, o novo sistema já está ligado a Receita Federal. “Antigamente, o fornecedor tinha de ir a cada operação [feita] no centro de cadastramento. Agora, a única vez que ele [o fornecedor] vai precisar ir lá é para fazer a verificação da documentação necessária. O recadastramento será feito automaticamente”.

Com a mudança, o fornecedor também não precisará mais preencher um formulário em cada órgão. “Se está no Sicaf, vale para todo o mundo [todas os órgãos públicos]. Outro ponto importante é o tempo, pois logo após fazer o cadastramento pela internet, já está valendo. Antes, você levava três dias para fazer a validação desse cadastro”.

Com a criação do novo sistema, todos os órgãos governamentais deverão criar uma unidade própria de cadastramento em 180 dias. Segundo o Ministério do Planejamento, atualmente há 1.620 unidades em todo o país.

(Fonte: Agência Brasil)

CONTRATOS PARA CONSIGNADOS PREJUDICAM ATÉ 10 MILHÕES DE SERVIDORES

A guerra do crédito consignado (aquele com desconto em folha) travada entre bancos e entidades de classe que representam servidores públicos se intensificou. Com a proibição dos contratos de exclusividade em operações de financiamento e empréstimo pelo Banco Central, escritórios de advocacia estão mobilizados e preparam uma enxurrada de ações para defenderem seus contratos. Entidades de servidores dizem que a medida torna ilegal qualquer tipo de acordo com as tais restrições e pedem o fim dos contratos antigos. As instituições financeiras, por sua vez, apoiadas por um trecho da decisão implementada pela autoridade monetária, garantem que podem manter os convênios velhos. Estima-se que até 10 milhões de servidores públicos estão presos à exclusividade.

Nos últimos anos, o crédito consignado tem acumulado tantas qualidades e benefícios para todas as pontas da operação que a modalidade atraiu a cobiça das instituições financeiras. Apenas em 2010, registrou crescimento de quase 30% e movimentou R$ 137,4 bilhões — um volume que elevou a participação dessa opção de empréstimo a 60% de todo o crédito pessoal no país. A fatia que promete se expandir ainda mais neste ano, com inadimplência baixa e taxas de juros atraentes para o consumidor. Nesse cenário de céu de brigadeiro, os bancos buscam o maior ganho possível na oferta desses recursos. Os servidores públicos, por sua vez, tentam se desvencilhar das amarras que os prendem a uma única instituição e os impedem de barganhar melhores taxas na concorrência.

A dinâmica do consignado também gerou um efeito perverso no sistema financeiro. Uma pesada concentração das operações se formou e o Banco do Brasil, líder no segmento, caminha para um monopólio. Para evitar a situação limite, o BC proibiu, há duas semanas, a celebração de qualquer contrato ou convênio que contenha cláusulas de exclusividade. Na visão da autoridade monetária, “a decisão contribui para estimular a eficiência na intermediação financeira, fator fundamental para a disseminação do crédito, criando condições adequadas para a redução dos spreads (taxas de remuneração bancária) e promovendo a inclusão financeira”.

Disputa

Com a decisão, o BC colocou mais lenha na fogueira do consignado e deu um argumento a mais para os que defendem o fim da exclusividade. Na avaliação de Renato Oliva, presidente da Associação Brasileira de Bancos (ABBC), o governo acertou na mão: “É bom quando se têm vários agentes econômicos participando de uma operação ou negócio, porque além de permitir mais vantagens para o consumidor, permite um sistema financeiro mais sólido na medida em que os riscos são distribuídos”.

Para Ricardo Bianchini, advogado da Federação Interestadual dos Servidores Públicos Municipais e Estaduais (Fesempre), a resolução do BC confirma o caráter irregular da exclusividade. A decisão, avalia, abre uma brecha para se questionarem os contratos que haviam sido celebrados anteriormente. “A medida é a voz do poder público reconhecendo que os contratos são ilegais”, avalia. “É um direito de escolha. A exclusividade do consignado é cerceamento de mercado. É como algemar o consumidor.”

Nas próximas semanas, o Tribunal de Justiça da Bahia vai se pronunciar sobre a questão da exclusividade no Estado. Será a primeira decisão do Judiciário após a determinação do BC. A expectativa dos servidores públicos locais e dos correspondentes bancários no estado é de que o órgão conceda uma liminar suspendendo a cláusula de exclusividade firmada entre o Banco do Brasil e o Executivo baiano. No Maranhão, correspondentes bancários organizaram protestos quando o governo do estado estabeleceu vínculo com o Banco do Brasil, impedindo que o funcionalismo buscasse outras instituições para fazer o empréstimo com desconto em folha de pagamento.

Resistência

Atualmente, existem 14 grandes contratos de exclusividade em vigor, a maioria com o Banco do Brasil, diz a ABBC. Eles abrangeriam até 10 milhões de servidores federais, municipais e estaduais nessa situação. O servidor público Osvaldo Cruz Evangelista, 50 anos, é um deles. Como funcionário público, usou o consignado do banco conveniado para custear parte da construção de uma casa. Na operação, pagou uma taxa de 3,5% ao mês. “O consignado é mais barato que outros empréstimos, mas seria muito bom se pudéssemos pesquisar e escolher outro banco para encontrar condições melhores”, pondera.

Na unidades da Federação em que não há essa restrição, pelo menos 70 bancos operam o crédito consignado. “Com a quebra de alguns monopólios, o consignado passou de 5% para 60% de participação das operações com pessoas físicas ao longo dos últimos oito anos”, afirma Oliva.

Os bancos, que antes da medida do BC operavam contratos de exclusividade, garantem que têm o direito de mantê-los até o seu vencimento. O argumento deles baseia-se na própria decisão do BC, que ainda deixa espaço para as instituições. O Banco do Brasil, maior detentor de acordos do tipo, afirma que não irá abandonar nenhum dos contratos que assinou. Alegou que a medida da autoridade monetária não o obriga a isso. Com a resolução, apenas deixará de realizar novos acordos com tais restrições. As novas normas estão valendo desde 14 de janeiro e foram impostas não apenas aos empréstimos com desconto em folha, mas a qualquer operação de crédito.

Sistema saudável

A decisão do Banco Central de acabar com a exclusividade dos bancos sobre a oferta de empréstimos consignados (com desconto em folha) a servidores públicos foi mais uma medida classificada como “prudencial” pelo presidente da instituição, Alexandre Tombini. O objetivo final é equilibrar o mercado de crédito e melhorar a saúde do sistema financeiro.

(Fonte: Victor Martins - Correio Braziliense)

domingo, 30 de janeiro de 2011

MAIS UMA ABORDAGEM POLÊMICA DO RONDA RESULTA EM HOMEM BALEADO

Um Policial do Ronda do Quarteirão atingiu um homem na madrugada deste domingo (30/01), durante uma blitz, no KM 3 da CE-354, em Chorozinho, Região Metropolitana de Fortaleza - CE. O PM atirou contra Francisco Edson (foto acima), depois que ele não obedeceu a ordem de parar em uma barreira policial.

Francisco Édson teve uma perfuração superficial nas costas, abaixo do ombro, e foi levado ao Hospital de Chorozinho, onde foi feito um curativo e depois foi encaminhado ao IJF de Fortaleza. Após atendido e medicado, Édson foi levado, junto com o motorista, para a delegacia plantonista para prestar depoimento.

Abordagem desastrosa

A partir desta segunda-feira (31/01), as investigações vão ser transferidas da Delegacia Metropolitana de Maracanaú para a de Chorozinho.

Veja o vídeo da matéria:

Orientação

Além das orientações existentes, para reforçar ainda mais a atuação policial e evitar casos como este, recentemente o Ministério da Justiça, através da Secretaria Nacional de Segurança Pública, via PRONASCI - Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania, publicou material institucional orientando os policiais a esse respeito.

(Fonte: TV Diário, SVM, Plantão Polcial)

MOBILIZAÇÃO NACIONAL PELA PEC 300 EM FORTALEZA REUNIU MULTIDÃO

Fortaleza : Passeata de policiais pede a PEC 300

Fortaleza é uma cidade incrível em termos de mobilização social. Um fenômeno cultural, que faz até a direita ser mais à esquerda. Qualquer corrente do movimento sindical ou político, em Fortaleza, acaba distoando dos próprios discursos praticados em nível nacional, e as manifestações são feitas com chuva ou sol, com ou sem gente para assistir, com ou sem cobertura de TV, como foi o caso.

Esse preâmbulo serve para explicar porque, passeando pela Avenida Beira Mar num sol causticante de sábado (29/01), às 10h da manhã, vi uma passeata enorme, de policiais e entidades apoiando a luta pela PEC 300, projeto do legislativo federal que, se virar lei, elevará os salários de policiais e bombeiros para a faixa dos R$ 3 mil.

Os discursos chamavam a atenção dos moradores (a praia estava vazia) para a insegurança no Ceará, para os míseros salários e a política de enganação dos turistas, que passam pela praia vendo policiais militares em modernos veículos Segway (aquele que só tem duas rodas, tipo patinete) e as Rondas em caminhonetes Hilux com ar condicionado e equipamentos de primeira. Em cima de todo esse aparato, estão policiais pessimamente remunerados.

Uma caminhonete da Ronda chegou próxima à manifestação e serviu para direcionamento dos discursos sobre o contraste do belo carro versus mísero salário. A Hilux bateu em retirada.

Também se falou da migração do crime organizado que está sendo expulso do Rio de Janeiro para o Nordeste, sem a contrapartida de reforço policial.

Aqui vai o meu depoimento, de andanças de mais de 20 anos pelo interior do Ceará: há delegacias pessimamente aparelhadas (tem carro mas não tem gasolina), jurisdicionando mais de uma dezena de municípios. Destacamentos da PM com sargento e soldado, sem viatura, com armamentos nem sempre com balas. E salários que, até pouco tempo atrás, não chegavam ao mínimo. Hoje é comum ver em Fortaleza alguns bacanas andando de carro blindado com batedores de moto, porque a segurança pública não acontece depois de umas três ruas paralelas à Beira Mar.

O ato contou com a presença do deputado federal Eudes Xavier, do PT, um dos poucos governistas que se coloca claramente em apoio à PEC 300, já aprovada em primeira instância na Câmara dos Deputados. Há oposição de setores governistas em várias esferas, pelo impacto que o reajuste traria aos cofres públicos, e as manifestações pretendem não deixar engavetarem a proposta.

No local também pudemos ver, fora da manifestação, o deputado Raimundo Matos, do PSDB, acompanhando a passeata. Também estavam presentes a diretoria e a oposição dos vigilantes, os sindicatos da polícia, associação de esposas de militares e centrais sindicais, entre outros. O fato lamentável nesse ato suprapartidário de apoio à melhoria das condições de vida dos policiais foi um breve discurso da Secretária Geral da Força Sindical, denunciando que a CUT não jogou peso no ato, e mandando o carro de som da entidade ficar no final do cortejo.

(Fonte: Blog do Branquinho, Blog do Capitão Assumção)

FRUTAS VERMELHAS PARA BAIXAR A PRESSÃO

Um dos melhores remédios para manter a pressão arterial sob controle está na natureza, é vermelho e tem o formato de um coração. Segundo cientistas, o morango e outras frutas vermelhas e pretas, como amora, framboesa, cereja e mirtilo, contêm substâncias que mantêm o bom fluxo de sangue, diminuindo o risco de doenças cadiovasculares. Adicionadas à dieta que normalmente se segue para baixar a pressão, as frutinhas podem fazer toda a diferença, garantem especialistas.

Num estudo recente, publicado na revista "American Journal of Clinical Nutrition", os autores investigaram a ação de compostos flavonoides contra a hipertensão (especialmente as antocianinas, responsáveis pelas cores vibrantes das frutas).

Pesquisadores da Universidades de East Anglia, na Inglaterra, e Harvard acompanharam por 14 anos 133.914 mulheres e 23.043 homens em dois programas de saúde pública: o Nurses' Health Study e o Health Professionals Follow-up Study. Nesse período, 29.018 mulheres 5.629 homens se tornaram hipertensos. Porém, aqueles que consumiram mais antocianinas de morangos e mirtilo tiveram uma redução de 8% no risco.

Um quarto dos brasileiros sofre de hipertensão

Parece pouco, mas não é. Os hipertensos (no mínimo 25% dos brasileiros até 60 anos) normalmente precisam de mais de um medicamento e a doença é a principal causa de derrames. E a pesquisa reforça o conceito de que uma dieta equilibrada é um santo remédio. A nutricionista Marcela Knibel, coautora, com Dora Cardoso, de "Nutrição contemporânea, Saúde com sabor" (Rubio), lembra que a pirâmide alimentar indica o consumo de duas a quatro porções de frutas ao dia.

"Em se tratando de mirtilo, morango, cereja, ou seja, berries, uma porção dessas frutas equivale a cinco a dez unidades pequenas" - ensina.

Ela comenta que morangos e outras frutas vermelhas têm o efeito turbinado quando combinadas com outras medidas já mais conhecidas da população. É preciso restringir o consumo de sódio (de 3 a 6g de sal/dia), ter estilo de vida saudável, controlar o estresse e cortar ao máximo gorduras saturadas.

Além dessas mudanças, Marcela recomenda seguir, com a orientação de especialista, a dieta Dietary Approach to Stop Hypertension (Dash), cuja regras são semelhantes às da alimentação mediterrânea, que prioriza frutas, legumes, verduras, laticínios desnatados, grãos e cereais integrais, ervas aromáticas, peixes e azeite extra-virgem.

"Esse tipo de dieta reduz indiretamente a ingestão de sódio e gorduras nocivas e aumenta a ingestão de potássio, cálcio e gorduras boas, como as monoinsaturadas e as pollinsaturadas; fibras e antioxidantes, todos aliados contra a hipertensão"- afirma.

Cacau evita a inflamação dos vasos e das artérias

Os antioxidantes - como os do cacau (chocolate amargo), por exemplo - protegem contra a inflamação das artérias porque estimulam a produção de óxido nítrico na parede interna dos vasos. E este composto é um vasodilatador, melhorando o fluxo de sangue.

Na opinião de Isabel Jereissati, do Setor de Nutrição do Núcleo Integrado de Atenção à Saúde da Mulher da Santa Casa de Misericórdia do Rio, para ter mais benefícios, a melhor forma de consumir as frutas é em in natura. Mas é preciso associá-las a outros alimentos, como verduras e legumes, ricos em potássio e magnésio, os minerais com bom efeito na redução da pressão.

Virginia Nascimento, vice-presidente da Associação Brasileira de Nutrição, reforça que é preciso variar a dieta para controlar a pressão. Além de antocianinas, ela sugere maior consumo de potássio (cereais, castanhas, banana, damasco, figo, frutas secas e feijões); cálcio (leite e derivados, couve, agrião, mostarda, brócolis, feijões) e magnésio (carnes, leite, cereais, castanhas) na dieta diária. Segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão, a doença é a responsável por 40% dos infartos e atinge 5% das crianças e dos adolescentes.

Veja as dicas dos especialistas:

ABUSE DE ANTIOXIDANTES - Esses compostos estão entre os mais estudados no controle da pressão. Segundo Marcela Knibel, eles devem estar em todas as refeições, de quatro a seis vezes ao dia. A quantidade dependerá do peso, estatura e gasto energético diário de cada um. Além das frutas vermelhas, ela recomenda chocolate amargo acima de 70% de cacau, pêssego, suco de romã, linhaça dourada, farelo de aveia, frutas oleaginosas (castanhas, noz e pistache), maçã, alcachofra, soja, pimenta-da-jamaica, canela, cravo-da-índia, manjericão, orégano, alecrim, noz moscada e feijões. Isabel Jereissati lembra que as frutas secas, como ameixas e damasco, são ótimas fontes de potássio (elemento com efeito vasodilatador), assim como a água de coco. Estudos mostram que ingerir potássio em boa quantidade até ajuda a reduzir a dose de anti-hipertensivos.

MAIS LATICÍNIOS - Prefira os desnatados e light. O cálcio, diz Virginia Nascimento, ajuda a controlar o sódio, que, em excesso, aumenta pressão arterial. Já o magnésio, também encontrado no leite e em cereais, $o tônus e contração dos vasos e das artérias, estimulando o relaxamento, o que permite o melhor fluxo de sangue.

O PODER DOS DIURÉTICOS - As pessoas que já sofrem de hipertensão podem conseguir alguma melhora consumindo mais alimentos diuréticos. Mas, antes, devem consultar seus médicos. Em seu livro, Marcela Knibel sugere usar mais erva-doce, salsão, coentro, berinjela, hortelã, limão, abacaxi, melancia e maracujá. Eles evitam a retenção líquida. Alimentos ricos em vitamina C, como frutas cítricas, têm efeito comprovado contra a pressão alta.

EVITE ÁLCOOL - O abuso de álcool aumenta a pressão. Quanto mais se bebe, maior a elevação. Para os homens, recomenda-se o consumo máximo de dois drinques por dia, cerca de 720ml de cerveja, 240ml de vinho ou 60ml de bebidas destiladas. Para homens de pequeno porte e mulheres, o recomendado é de um drinque por dia, mais ou menos 360ml de cerveja, 120ml de vinho e 30ml de destilados, diz Marcela. Em doses altas o álcool dificulta o fluxo de sangue.

(Fonte: Antônio Marinho - O Globo)

sábado, 29 de janeiro de 2011

SÃO PAULO TEM MENOR TAXA DE HOMICÍDIOS DESDE 1999

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou neste sábado (29/01) que o Estado fechou o ano de 2010 com a menor taxa de homicídios desde 1999: 10,47 por grupo de 100 mil habitantes. Quando comparado com o ano de 1999, quando o índice foi de 35,27, a queda é de 70,3%. A taxa atual é menor do que a metade da média nacional, 24,5.

"Ainda queremos reduzir para abaixo de 10, que é o que preconiza a Organização Mundial de Saúde", destacou Alckmin. O governador também divulgou que, em números absolutos, foram registrados 4.320 assassinatos no ano passado, contra os 4.564 ocorridos em 2009, uma redução de 5,35%.

Alckmin lembrou que a redução histórica é também uma questão de saúde pública, já que entre as três maiores causas de morte no Brasil e em São Paulo estão problemas no coração, câncer e causas externas. "Dentre as causas externas, das principais era o homicídio".

(Fonte: Folha.com)

POLICIAL FEDERAL É MORTO EM ASSALTO

O Policial Federal Adriano Luetz, 43 anos, reagiu a um assalto e foi morto na porta da casa de um amigo, na mesma rua onde morava, no Gama - DF, na manhã deste sábado (29/01). Um dos bandidos foi ferido pelo policial e outro atropelado por uma mulher que passava pelo local. Ambos estão sendo procurados nos hospitais da cidade.

Luetz planejava fazer um churrasco com a família e se dirigia à casa de um amigo, na mesma rua onde morava. Quando os bandidos o abordaram, o policial respondeu com tiros e os assaltantes revidaram. Uma única bala atingiu Luetz, entrou por baixo do braço e saiu pelas costas.

Ferido, o policial ficou escondido enquanto os bandidos tentavam roubar um carro para fugir. O primeiro veículo a passar foi um Pálio. A motorista se assustou com as armas e acelerou o carro para cima dos bandidos atropelando um deles. Um segundo carro que vinha em seguida não teve a mesma sorte e os assaltantes conseguiram levar o automóvel.

O policial foi levado ao hospital consciente e conversando. Um vizinho prestou socorro. A despeito da ajuda, Luetz não resistiu ao ferimento. A polícia já conseguiu identificar um dos assaltantes: Alessandro de Oliveira Monteiro da Silva, 21 anos, morador do Recanto das Emas. O jovem, porém, ainda não foi encontrado. Um segundo suspeito foi identificado pela polícia. Um homem chamado Fábio chegou baleado ao Hospital Regional do Paranoá e foi internado. A polícia acredita que ele pode ter sido alvejado pelo policial federal.

(Fonte: Correio Braziliense)

POLICIAIS PODEM ENTRAR EM GREVE NO CEARÁ ANTES DO CARNAVAL

Uma assembleia realizada na última quinta-feira (27/01), com os policiais rodoviários federais do Ceará, deliberou o estado de greve da categoria. A manifestação é movida por melhores condições de trabalho e ainda pela renovação na Direção Geral e na Superintendência Regional. Ameaça é de que o período da paralisação inicie em 04 de março, dois dias antes do Carnaval.

Com o estado de greve declarado pelos policiais do Ceará, já são quatro os Estados (Alagoas, Minas Gerais, Rio Grande do Sul) na mesma situação, além do Distrito Federal. Ainda haverá manifestação em outras unidades da federação para deliberar sobre a adesão ao movimento.

De acordo com informação da presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do Ceará – SINDPRF-CE, Tatiane Vasques Monteiro, ainda existe o problema da falta de efetivo. Segundo a sindicalista, algumas ocorrências são atendidas nos postos da PRF por apenas um agente.

(Fonte: SINDPRF/CE - Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do Ceará, Jangadeiro online)

DESAFIOS DA VIDA

A dinâmica da vida é feita de desafios.

Constantemente as capacidades de todos os seres vivos que habitam este mundo, são desafiadas.

Algumas plantas só conseguem nascer porque as sementes aceitam o desafio de viajar pelo ar, superar os obstáculos e germinar em solo fértil.

Outras criam dispositivos para lançar as sementes à distância, com a força de uma pequena, mas decisiva explosão.

Os mecanismos que possibilitam a vida das plantas são os mais variados e intrigantes, basta observar.

Os animais também são desafiados a superar os próprios limites a todo instante.

Peixes que vivem em rios, buscam alternativas fora da água para garantir o alimento.

Existem alguns que disparam jatos d`água com a boca, alvejando insetos que estão na folhagem, à beira do rio.

Aves vão em busca de alimento nas águas, como o morcego-pescador, a águia, e outros pássaros.

Cobras que desafiam sua condição de rastejar pelo chão e serpenteiam no ar, voando de uma árvore à outra.

Quem já não ouviu falar de esquilos, rãs, lagartos e outros bichos voadores?

Insetos que criam mecanismos de disfarce perfeito, garantindo a própria sobrevivência e a de sua espécie.

São os desafios da vida...

Nenhum ser vivo permanece passivo na natureza. Todos precisam vencer obstáculos, superar os limites, crescer sempre.

Com o ser humano não é diferente. Não há como evoluir sem vencer os obstáculos e superar os desafios naturais da vida.

E assim sendo, como acontece com animais e plantas, o homem também precisa fazer os esforços necessários para superar limites e desenvolver novas faculdades.

Não há como terceirizar a tarefa de adquirir conhecimento e conquistar novas possibilidades de progresso.

Na lei de progresso não está previsto um intermediário, para nos substituir na aquisição das qualidades intelecto-morais.

Esse é um trabalho individual e intransferível...

Ao observar a história da humanidade podemos constatar que o homem fez grandes e importantes progressos, desde que iniciou sua trajetória nas cavernas.

Progrediu tanto fisicamente como na aquisição de valores intelectuais e morais.

Isso porque o espírito é imortal e seus conhecimentos e conquistas são cumulativos e jamais se perdem, nem mesmo quando ele sai do corpo, pela morte.

Esse artífice do progresso, que é o ser imortal, o espírito que viaja através de vários corpos, vai se aperfeiçoando e adquirindo novas possibilidades.

O corpo físico é seu instrumento de trabalho. O espírito se utiliza dele para desenvolver suas faculdades.

O progresso é uma lei divina, e a reencarnação também.

Assim, a cada nova existência o Espírito se aperfeiçoa e aperfeiçoa também seu instrumento de trabalho, que é o corpo físico.

O objetivo dessas lições é a conquista da felicidade, da perfeição.

Não haveria mérito nenhum se o espírito fosse criado perfeito.

Mas construindo a si mesmo, utilizando-se dessa ferramenta chamada corpo, ele sairá vitorioso, após vencida essa etapa, e não mais precisará da matéria. Então será Espírito puro, como Jesus.

Essa não é uma proposta justa e racional, para dar sentido à vida?

Todos somos Espíritos imortais, e é pelos nossos esforços que conquistamos novas possibilidades, superando os desafios da vida.

Como Jesus foi criado antes de nós, chegou antes à perfeição, mas voltou para nos ensinar sobre esse processo, e nos disse: "Sede perfeitos, como perfeito é o Pai celestial."

Com Sua autoridade intelecto-moral, Ele afirmou que nós podemos fazer o que Ele fazia, e muitas outras coisas.

Basta aproveitar os desafios que a vida no corpo nos oferece para adquirir as faculdades que nos possibilitarão alçar vôos mais altos.

E o ponto de partida é o conhecimento das leis que regem a vida.

Pense nisso, e aceite esse desafio!

(Fonte: Via e-mail de mensagem@reflexao.com.br)

NA ÉPOCA DA FOTOGRAFIA DE PAPEL 14



1991 - Solenidade na APMGEF - Fortaleza/CE

Solenidade realizada no ano de 1991 no pátio externo da Academia de Polícia Militar General Edgard Facó, da Polícia Militar do Ceará. Comigo na foto os Tenentes da PMCE, José Rogério Câmara do Nascimento, Marcos Antônio dos Santos Nascimento, Francisco José Bezerra Rodrigues (atual Secretário de Segurança do Ceará), Luis Carlos da Silva Santos, Herdez Antônio de Miranda (foi Comandante Geral da PMCE), Waldemar Bastos Gomes e Francisco Hilton de Oliveira. E da PMPI, os Tenentes PM Lídio Filho, Cosme e Mourão.

1995 - Solenidade no 23º BC - Fortaleza/CE

Em 1995 estava cursando o CAO - Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais, na APMGEF/PMCE, quando nossa delegação visitou o 23º Batalhão de Caçadores, do Exército Brasileiro. Comigo na foto, a Capitão PM Lilian Tereza Vieira de Lima (foi a primeira mulher a ser promovida Coronel no Estado do Mato Grosso e a primeira a ser Comandante Geral Adjunta de uma Polícia Militar no Centro-Oeste do Brasil) e a Capitão PM Solange Maria Macêdo (PMPI).

(Fonte: Álbum do CEL PM Adail Bessa de Queiroz)

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

RONDA DE ACARAÚ COMBATE CRIME DE PIRATARIA


Na manhã desta sexta-feira (28/01), o Ronda do Quarteirão de Acaraú - CE, comandado pelo Tenente PM Fred Rafael de Paiva, e composição formada pelo 1° SGT PM Pinheiro, SD PM Freitas, SD PM Paulo, SD PM Osmani, SD PM Magalhães e SD PM Barbosa, deflagraram uma operação contra a venda ilegal de DVD’s e CD’s “piratas”.


A informação era de que na feira livre de Acaraú existiam várias bancas de venda deste produto ilegal. Chegando ao local o Ronda se deparou com uma banca abandonada de DVD’s e CD’s. Os populares informaram que os donos da banca ao avistarem os policiais vasculhando as demais bancas fugiram e esconderam-se em um caminhão com o restante do material. Informaram ainda que poucos minutos antes da chegada do policiamento, os donos de outras bancas de venda de mídias piratas recolheram toda a mercadoria, colocaram em carros e empreenderam fuga.


Mesmo assim, o Ronda conseguiu apreender muita mercadoria no local, bem como depois de localizarem o caminhão Mercedes Benz, cor branca, apreenderam também várias caixas de DVD’s e Cd’s, 01 (um) aparelho de DVD marca Sony, n° de série 5936968 e 01 (uma) caixa amplificadora marca MLL 100.


Toda a ocorrência foi conduzida para a Delegacia Regional de Acaraú. A Delegada Plantonista, Bela. Malake Tanos, lavrou procedimento constatando a apreensão de aproximadamente 6000 (seis mil) mídias áudio visual pirata (1300 cd’s e 4700 dvd’s), bem como o restante do material anteriormente descrito (foto acima).


(Fonte: Supervisor do NPC XXVIII / Acaraú)


SEIS ASSASSINATOS NAS ÚLTIMAS 24 HORAS

A violência na Grande Fortaleza assusta, somente nas últimas 24 horas seis pessoas foram assassinadas:

1) HOMICÍDIO A BALA
12H41 - 27/01/2011
LOCAL: RUA CHICO MENDES, BARRA DO CEARÁ - FORTALEZA.
VÍTIMA: FRANCIMAR DO VALLE DA COSTA.

2) HOMICÍDIO A BALA
14H03 - 27/01/2011
LOCAL: TRAVESSA CONSOLATA, BOM JARDIM - FORTALEZA.
VÍTIMA: FRANCISCO DOS SANTOS.

3) HOMICÍDIO A BALA
18H28 - 27/01/2011
LOCAL: RUA DR. ESTÊNIO GOMES, CANINDEZINHO - FORTALEZA.
VÍTIMA: MÁRCIO SILVA DE SOUZA.

4) HOMICÍDIO A BALA
19H44 - 27/01/2011
LOCAL: RUA CÉLIO BRASIL GIRÃO, LUCIANO CAVALCANTE - FORTALEZA.
VÍTIMA: RAIMUNDO PEREIRA LIMA DE QUEIROZ.

5) HOMICÍDIO A BALA
22H54 - 27/01/2011
LOCAL: QUARTO ANEL VIÁRIO, MARACANAÚ - RMF.
VÍTIMA: MENOR DE IDADE.

6) HOMICÍDIO A BALA
23H23 - 27/01/2011
LOCAL: RUA JÚLIO AZEVEDO, PAPICÚ - FORTALEZA.
VÍTIMA: JEFFERSON FERREIRA COSTA E SILVA.

(Fonte: SSPDS/CE)

PROXIMIDADE MASCARA PROBLEMA DE COMUNICAÇÃO

A comunicação entre pessoas íntimas e desconhecidos tem um grau de precisão semelhante, de acordo com um estudo da Universidade de Chicago. “As pessoas tendem a acreditar que se comunicam melhor com amigos íntimos do que com desconhecidos. A intimidade pode levá-las a superestimar suas habilidades de comunicação, um fenômeno que chamamos de “viés na comunicação-proximidade”, diz Boaz Keysar, um dos autores do estudo e professor de psicologia na Universidade de Chicago.

No estudo, os pesquisadores pediram a 24 casais que sentassem em cadeiras, virados de costas um para o outro, e interpretassem o que o parceiro quis dizer com uma frase ambígua, que não fosse absolutamente clara.

Os cônjuges superestimaram sua capacidade de comunicação, de acordo com os autores do estudo. “Uma esposa que diz ‘Está ficando quente aqui’ está dando uma dica ao marido de que gostaria que ele diminuísse a temperatura do ar condicionado, e pode acabar surpresa com o fato dele entender a frase como um sinal verde para uma aproximação sexual”, disse Keneth Savistky, professor de psicologia no Williams College, em Williamstown, em Massachussets. “Embora os participantes esperassem que seu parceiro os compreendessem melhor do que desconhecidos, a taxa de precisão entre os dois grupos foi estatisticamente idêntica. É chocante porque os participantes estavam totalmente confiantes de que seriam melhor compreendidos pelos parceiros.”

De acordo com Savitsky, “alguns casais podem de fato estar na mesma sintonia, mas talvez não tanto quanto acham que estão. Na pressa e na preocupação, você deixa de entrar na perspectiva do outro, justamente por causa da intimidade que tem com essa pessoa”.

Nicholas Epley, coautor do estudo e professor de ciência comportamental na Escola de Administração da Universidade de Chicago, explica o fenômeno. “Nosso problema na comunicação com amigos e parceiros é que temos a ilusão da proximidade. Ser íntimo de alguém parece criar a ilusão de compreender muito mais do que se realmente compreende”.

(Fonte: New York Times, Delas - iG)

PM FEMININA FLAGRADA VENDENDO DROGA

Uma policial militar mineira foi presa na noite de ontem (27/01), por suspeita de tráfico de drogas. A soldado PM Thaís Lorena Silva Martins, 23 anos, foi flagrada vendendo drogas junto com uma parceira, que seria sua namorada. A comparsa, Michele Cíntia de Jesus Oliveira, de 22 anos, estava com Thaís dentro de um Voyage prata. As duas foram abordadas no Bairro Maldonado, na Região do Barreiro, Belo Horizonte - MG, em plena ação do tráfico. Segundo a Delegacia Regional do Barreiro, onde a ocorrência foi registrada, Michele já estava sendo monitorada pela polícia há algum tempo por suspeita de vender drogas. Na noite dessa quinta, depois de denúncia anônima, a Polícia Militar abordou a soldado, que dirigia o carro, e a parceira dela no banco do passageiro.

Na primeira abordagem os militares não encontraram nenhuma droga e foram embora. Porém, mesmo depois do susto, as suspeitas continuaram vendendo drogas na região e outra denúncia avisou à PM sobre o comércio. Policiais foram novamente até as mulheres e, desta vez, durante uma busca encontraram pequenos tabletes de drogas escondidos no sutiã da soldado e da parceira dela. Militares se deslocaram para o apartamento de Thaís e durante uma busca acharam mais dois tabletes grandes de drogas. No total foram apreendidos oito quilos de entorpecentes com as mulheres.

Ainda segundo informações da delegacia, Michele assumiu que começou vendendo pequenas quantidades de drogas e o comércio cresceu. Ela foi encaminhada para o Centro de Remanejamento de Presos (Ceresp) Centro-Sul. A policial foi levada para o 39º Batalhão, em Contagem, local onde trabalha. As duas foram autuadas em flagrante por tráfico de drogas.

A Polícia Militar de Minas Gerais informou que vai abrir um procedimento administrativo disciplinar para apurar os fatos. Segundo o Tenente-Coronel PM Alberto Luiz, será avaliada a conveniência ou não da policial permanecer na corporação. Será assegurado a Thaís o direito de ampla defesa, mas caso fique provado o envolvimento, ela poderá ser excluída da PM.

(Fonte: Agência Brasil, Correio Braziliense, Luana Cruz - Estado de Minas)

BRASIL COMPLETA 70 ANOS DE PAÍS DO FUTURO

Em 1941, o Brasil tinha pouco mais de 40 milhões de habitantes – e 56% deles eram analfabetos. Quase 70% da população vivia em áreas rurais, e praticamente metade das exportações do País restringia-se a produtos agrícolas – o café respondia, então, por um terço de todos as vendas ao exterior. A faixa etária dos zero aos 14 anos representava 43% da população, e perto de um terço das pessoas de sete a 14 anos estava fora da escola. Nada que diminuísse o otimismo de Stefan Zweig (foto acima): há exatamente 70 anos o escritor austríaco encasquetou que o Brasil, aquele país pobre, pouco industrializado e analfabeto de 1941 – e que vivia sob uma ditadura –, seria o país do futuro.

Zweig, um renomado escritor, publicou naquele ano “Brasil, País do Futuro”, o livro que deu ao Brasil um sobrenome. A obra é um exercício de empolgação, assombro e ufanismo com o país que recebera Zweig em 1940, um ufanismo tão ardente que chegou a ser encarado por críticos da obra como uma evidência de simpatia do austríaco pela ditadura de Getúlio Vargas.

“Fiquei fascinado e, ao mesmo tempo, comovido, pois se me deparou não só uma das mais magníficas paisagens do mundo, nesta combinação sem igual de mar e montanha, cidade e natureza tropical, mas também uma espécie inteiramente nova de civilização”, diz o escritor sobre sua chegada ao Rio de Janeiro. E não foi um desembarque qualquer: “Ele me causou uma das mais fortes impressões de minha vida”, afirmou.

E assim segue o texto, entre descrições embasbacadas sobre a imensidão do território, as possibilidades de extração de riqueza do solo, o espírito leve e desarmado das pessoas que o austríaco encontrou em suas viagens e contextualizações históricas sobre o descobrimento e a colonização do País. “Quem visita o Brasil não gosta de o deixar”, diz o texto. “Beleza é coisa rara e beleza perfeita é quase um sonho. O Rio, essa cidade soberba, torna-o realidade nas horas mais tristes. Não há cidade mais encantadora na terra.”

Há passagens curiosas. No trecho em que fala sobre a vivacidade dos brasileiros, Zweig afirma que os habitantes, “sob a influência imperceptivelmente depressiva do clima, desenvolvem menos força impulsiva, menos veemência, menos dinamismo (...)”. Nos dias de hoje, se lido com uma lupa politicamente correta, o trecho poderia ser encarado como a conclusão de Zweig de que o calor deixa os brasileiros lentos, preguiçosos. O escritor queria, isso sim, exaltar essa maneira peculiar de o brasileiro encarar a vida: “Mas nós (europeus) que experimentamos na nossa própria sorte as terríveis consequências (...) dessa avidez e ganância de poder, sentimos que essa forma mais suave e mais serena da vida é um benefício e uma felicidade.”

A notícia de que um escritor do quilate de Zweig escreveria sobre o Brasil foi celebrada. "Stefan Zweig vae escrever um livro sobre o Brasil”, dizia a manchete de O Jornal em 22 de agosto de 1940, um dia depois do desembarque do autor, segundo reproduzido em "Stefan Zweig no País do Futuro – A Biografia de um Livro", de autoria do jornalista Alberto Dines. O austríaco, que tinha em seu círculo de amizades nomes como Thomas Mann e Sigmund Freud (com o qual ele se correspondeu por mais de 30 anos), foi autor de poemas, romances, contos e biografias. Entre suas obras estão Amok, Maria Antonieta, Erasmo de Roterdã, O Jogador de Xadrez e a autobiográfica O Mundo que Eu Vi.

Senso crítico

Ainda que seja uma coletânea de louvações, “Brasil, País do Futuro” não está livre de senso crítico sobre seu objeto de estudo. Zweig observa, por exemplo, que a saúde pública era um calcanhar de Aquiles do País. “O perigo oculto e perverso para a completa manifestação de suas energias está no estado de saúde da população”, diz o texto. “O inimigo principal ainda continua a ser a tuberculose, que rouba ao país anualmente duzentas mil pessoas”. A pobreza no interior do País, em lugares distantes de estradas de ferro e grandes centros, é outra das mazelas atestadas pelo austríaco. Esse cenário impedia que muitos trabalhadores recebessem o salário mínimo, novidade que chegara à vida nacional em 1940.

O onipresente otimismo de “Brasil, País do Futuro” torna difícil crer que, apenas 15 meses depois de desembarcar no Rio de Janeiro para escrever o livro (o autor tinha estado no País também em 1936), Stefan Zweig tenha decidido tirar a própria vida. Amargurado com o andamento da guerra na Europa, a solidão do exílio e a decepção com as críticas que recebera de quem cria que ele simpatizava com a ditadura de Getúlio Vargas, o judeu Zweig e sua esposa, Lotte, suicidaram-se em Petrópolis em 22 de fevereiro de 1942, na casa que ele escolhera para morar apenas cinco meses antes.

“Brasil, País do Futuro” via possibilidades infinitas de o Brasil se desenvolver econômica e socialmente, mas o tema central do livro é outro, segundo o próprio autor: o da possibilidade de um país se desenvolver sem guerras. “Como poderá conseguir-se no mundo viverem os entes humanos pacificamente uns ao lado dos outros, não obstante todas as diferenças de raças, classes, pigmentos, crenças e opiniões?”, questiona o austríaco. E ele mesmo responde: “A nenhum país esse problema, por uma constelação particularmente complicada, se apresenta mais perigoso do que ao Brasil, e nenhum o resolveu duma maneira mais feliz e mais exemplar do que a pela qual este o fez (...) O Brasil resolveu-o duma maneira que, na minha opinião, requer não só a atenção, mas também a admiração do mundo”.

(Fonte: Patrick Cruz, iG)

DEZ COISAS QUE LEVEI ANOS PARA APRENDER

1. Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom, não pode ser uma boa pessoa.

2. As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você, quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.

3. Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance.

4. A força mais destrutiva do universo é a fofoca.

5. Não confunda nunca sua carreira com sua vida.

6. Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite.

7. Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria "reuniões".

8. Há uma linha muito tênue entre "hobby" e "doença mental".

9. Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito.

10. Nunca tenha medo de tentar algo novo. Lembre-se de que um amador solitário construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic.

(Fonte: Crônica de Luis Fernando Veríssimo)

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Ex-COMANDANTE GERAL DO CORPO DE BOMBEIROS É ACUSADO DE 9 HOMICÍDIOS

O ex-Comandante Geral do Corpo de Bombeiros do Paraná, Coronel Jorge Luiz Thais Martins (foto acima), é suspeito por ter cometido nove homicídios em Curitiba - PR. Os crimes teriam começado depois do assassinato do filho do coronel, morto em um assalto no bairro Alto Boqueirão em outubro de 2009. Os dois suspeitos detidos na época, usuários de drogas, estão em liberdade por não terem sido ligados ao crime.

Desde o assassinato ocorrido em 2009, nove usuários de drogas da região do Boqueirão foram encontrados assassinados. Segundo informações do ParanáTV 1ª edição, policiais militares estiveram na casa do coronel na manhã desta quinta-feira (27/01), para cumprir um mandado de busca e apreensão, mas Martins não estava em casa. Os policiais queriam reunir provas que comprovassem o envolvimento do ex-comandante com os crimes.

Como não foi encontrado, Martins é considerado foragido, mas o advogado do coronel já entrou em contato com a delegacia de Homicídios e afirmou que ele deve se apresentar ainda nesta quinta. O Coronel deixou o comando e o Corpo de Bombeiros em janeiro de 2010, quando se aposentou.

Testemunha

Uma testemunha que sobreviveu a um ataque, teria reconhecido o coronel como autor dos disparos. Segundo essa pessoa, Martins agia de cara limpa, chegava nos locais a noite, atirava e ia embora.

Assassinato do filho

Jorge Guilherme Marinho Martins, 26 anos, foi baleado por volta das 6h30 do dia 22 de outubro de 2009, quando deixava a namorada, Jéssica Andrade Casas, 21 anos, em casa, no bairro Alto Boqueirão. Ele morreu no local e Jéssica foi ferida no ombro.

Jorge e Jéssica foram abordados na Rua Conde de São João das Duas Barras, quando ele estacionou o Gol, em frente à casa da moça. O rapaz entregou a chave do veículo ao assaltante e desembarcou. Jéssica teria tido dificuldades para soltar o cinto de segurança e o bandido a baleou, com um tiro de pistola calibre 765. Vendo a namorada ferida, Jorge lutou com o marginal, que atirou três vezes contra o rapaz.

(Fonte: Bem Paraná, O Globo, CWB News, Paraná online)

NA ÉPOCA DA FOTOGRAFIA DE PAPEL 13

1996 - Base Aérea de Fortaleza-CE

Treinamento do Curso de Proteção de Autoridades realizado na Base Aérea de Fortaleza em 1996. O Curso foi realizado pela Casa Militar do Ceará, em convênio com a Presidência da República. Comigo na foto, dentre outros, o Capitão PM Carlos Renato Silva de Melo, o Tenente PM José Maria Chiappetta Telles Júnior, o Capitão EB Azevedo e o Chefe do Treinamento, Coronel EB Aldu (falecido).

1998 - Viagem de Estudos - San Francisco/EUA

Em viagem de estudos realizada através da Escola Superior de Polícia Militar, da PMERJ, visitamos a Bay Bridge de San Francisco, Califórnia - EUA. Comigo na foto o Major PM José Gomes Rodrigues (PMES), Ailton Viana do Nascimento (PMERJ), Tenente Coronel PM César Augusto Maciel Soares (PMCE - falecido) e Major PM Rubem Ferreira Filho (PMERJ).

2004 - Viagem Técnica - Seattle/EUA

Foto de 2004 no prédio da CC Communications, em Seattle, Estado de Washington, por ocasião da viagem técnica da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, aos Estados Unidos da América. Comigo vemos o Dr. Guilherme Otávio Tavares de Lacerda (CIOPS/SSPDS), O Dr. Róscio Aguiar Rebouças (Coordenadoria Operacional/SSPDS), o Dr. Antônio Coco (CC Communications), o Dr. Renato Lira (HP) e o Dr. Luis Carlos Carneiro Oliveira (DAF/SSPDS).

(Fonte: Álbum do Coronel PM Adail Bessa der Queiroz)

PM SOFRE

Policiais Militares bahianos empurram viatura enguiçada na Praia de Amaralina, em Salvador - BA.

(Fonte: O Globo)

SEGURANÇA PRIVADA E SEGURANÇA PÚBLICA

A segurança privada é um dos setores que mais crescem no mundo. No Brasil, o contingente de agentes de segurança oferecido por empresas já supera o contingente de profissionais do ramo oferecido pelo Estado.

Dados como este, no entanto, representam um problema para as políticas de segurança pública do país, segundo afirma o cientista político André Zanetic, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, pois não existe comunicação ou qualquer regulação nas relações entre os setores privado e público no Brasil, dificultando o planejamento de ações de combate à violência.

– A regulação é extremamente necessária, pois se trata de uma questão de política pública.

Atualmente, não existe nenhum protocolo de cooperação entre as forças de segurança, ou que determine quem comandará determinada ação.

– Isto representa um grande problema se pensarmos que o contingente da Segurança Privada supera as Forças Públicas no país –, analisa Zanetic.

Segundo ele, a segurança privada necessita de informações públicas para funcionar bem, ao mesmo tempo que os órgãos de segurança pública precisam obter acesso aos dados das ocorrências em locais monitorados por empresas privadas para conseguirem monitorar índices de violência e planejar ações ao longo prazo.

– Em uma universidade, verificou-se que seu corpo de segurança tinha mais informações sobre ocorrências do que a Secretaria de Segurança Pública –, exemplifica o pesquisador, que também utilizou um condomínio residencial na Grande São Paulo e um shopping center na capital paulista como objeto de estudo.

– Isso dificulta no monitoramento dos índices de criminalidade da região e na ação da polícia na área.

Para o sociólogo, a relação entre as duas forças de segurança deve ser de complementariedade para ser benéfica para a população.

– Caso haja troca de informações entre os dois setores a sociedade só tem a ganhar, como já se provou em países como Estados Unidos e França. Mas para isso é necessário uma regulação deste diálogo –, aponta.

Entre os problemas que a falta de regulação e a falta de diálogo entre as forças de segurança públicas e privadas podem gerar estão o mal uso de armas de fogo, o treinamento deficitário de pessoal nas empresas privadas e o mercado informal, também conhecido como “bico”.

– O bico mexe com a estrutura organizacional da polícia: altera escalas de trabalho e interfere na produtividade do agente público.

A ausência de um manual de procedimento, que estipule as funções e os limites dos setores públicos e privados de segurança, causa “choques operacionais” nas estruturas das Forças Públicas e no planejamento de suas ações.

– Muitas vezes, por falta de recursos, áreas monitoradas por empresas de segurança são esquecidas pelo setor público. Percebe-se isso em locais como grandes condomínios de residências, que não são considerados no planejamento de políticas públicas de segurança, porque o setor público não enxerga mais estas áreas como sua responsabilidade ou porque não possuem informações sobre as ocorrências nestas regiões –, relata Zanetic.

Como solução para o problema o pesquisador aponta a criação de Fóruns conjuntos, que contém com a participação da Federação Nacional de Segurança Privada e as esferas de governo (Municipal, Estadual e Federal).

– Precisamos de um órgão de regulação das ações e políticas de segurança pública no país. Com isso, aumentaríamos muito a eficiência de nosso contingente e a qualidade de vida da população, conclui Zanetic.

(Fonte: Correio do Brasil)

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

REFRIGERANTE DE MACONHA

Chama-se "Canna Cola" e é feito de maconha. A partir de fevereiro o estado americano do Colorado - meses depois, a Califórnia - venderá o refrigerante produzido com a erva. Mas a venda será apenas mediante apresentação de receita médica.

A Canna Cola, criada pelo empresário Clay Butler, tem, além do sabor tradicional cola, opções de limão, uva, laranja e um que imita um outro refrigerante bem popular nos Estados Unidos: "Dr. Pepper". Clay afirma nunca ter fumado maconha. "Estou limpo", diz.

O fabricante garante que os efeitos da bebida são semelhantes ao de uma cerveja. O nível de tetrahidrocanabinol (THC) presente na bebida não é elevado, diz. Quinze estados americanos permitem o uso medicinal da maconha. Em nível federal, o consumo da droga é ilegal na terra do Tio Sam.

(Fonte: Fenando Moreira - O Globo)

ESPOSAS DE MILITARES ESTADUAIS PARTICIPARÃO DE CAMINHADA

As esposas dos policiais e bombeiros militares cearenses farão caminhada, no próximo sábado (30/01), pela aprovação da PEC 300 - Proposta de Emenda Constitucional nº 300, que unifica nacionalmente o salário da categoria.

Nina Carvalho, presidente da Associação da Esposas das Praças Militares do Ceará (Assepec), informou que a concentração ocorrerá às 8 horas no aterro da Praia de Iracema, Fortaleza - CE. A caminhada será encerrada na Praia do Náutico, onde haverá um ato público.

A presidente da Assepec acrescentou que todos os profissionais da área da Segurança Pública estão engajados na luta pela aprovação, em segundo turno, da PEC 300.

(Fonte: Jangadeiro online)

PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA MORRE

Morreu, na madrugada desta quarta-feira (26/01), o Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), Desembargador Antônio Carlos Viana Santos, de 68 anos. Ele estava internado por problemas de saúde, mas as causas da morte ainda não foram divulgadas.

Santos foi eleito para comandar o TJSP em dezembro de 2009 e, no ano seguinte, assumiu o cargo deixado pelo Desembargador Roberto Antônio Vallim Bellocchi.

De acordo com informações do TJ, Santos nasceu na cidade de Sorocaba, interior Paulista, em 21 de setembro de 1942. Ele ingressou na magistratura em 1968 e trabalhou como juiz nas comarcas de São Luiz do Paraitinga, Oswaldo Cruz, Presidente Prudente, Taubaté e São Paulo.

Em 1983, foi promovido a juiz do extinto Tribunal de Alçada Criminal e passou ao cargo de Desembargador em 1988.

Velório

O corpo de Santos antes do sepultamento recebe homenagens de estilo no Salão dos Passos Perdidos, no Palácio da Justiça - Praça da Sé, Centro da Capital paulista.

(Fonte: Com informações do iG)

TIROTEIO, MORTE E ARSENAL APREENDIDO

A polícia conseguiu evitar ontem (25/01) à noite, o que poderia ter sido uma grande ação criminosa.

Na ocorrência, 2 homens em um carro com armas - entre elas fuzis, além de dinamites - foram perseguidos na BR-116, na entrada de Pacajus, Região Mteropolitana de Fortaleza - CE.

Os 2 bandidos perderam o controle do Golf de cor preta e bateram o veículo em uma obra naquela BR.

Eles estavam fugindo de policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE), da Polícia Militar do Ceará, que iniciaram a perseguição após receberem a informação de que o carro estava sendo usado para assaltos em Fortaleza.

Após colidirem o automóvel na obra, os 2 homens trocaram tiros com a polícia. Um conseguiu fugir pelo matagal e o outro caiu morto com um revólver na cintura e outro na mão esquerda.

Arsenal de guerra encontrado com bandidos

No carro roubado, foram encontrados:
  • 3 fuzis
  • 1 pistola calibre 45, de uso exclusivo das Forças Armadas
  • 3 espingardas
  • 3 revólveres
  • 1 pistola
  • 4 dinamites prontas para serem detonadas
  • 1 detonador
  • Grande quantidade de munição de fuzis e para espingarda calibre 12
(Fonte: SVM, Jangadeiro online)

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

TENENTE ACUSADO DE COMANDAR MILÍCIA RESPONDERÁ CONSELHO DE JUSTIFICAÇÃO

O Tenente da Polícia Militar do Ceará Jairo da Silva, mais conhecido como “Robocop”, nega ser comandante da milícia que protege fabricantes e vendedores de CDs e DVDs piratas que se instalaram no Centro de Fortaleza - CE. Ele também negou ter ameaçado a Secretária Executiva Regional do Centro da Capital, Luíza Perdigão.

As ameaças foram denunciadas por Luíza Perdigão, que comandou pessoalmente as ações de combate à pirataria no Centro. Segundo ela, “Robocop” apareceu fardado, apesar de há mais de três anos estar licenciado para tratamento de saúde.

Nesta quarta-feira (26/01) o Conselho de Justificação inicia os trabalhos de investigação sobre o comportamento do oficial, que corre risco de ser expulso da Polícia Militar do Ceará. O Conselho será presidido pelo Tenente-Coronel PM Geovani Pinheiro. Ele já recebeu da Corregedoria do Órgão de Segurança todas as informações sobre o caso.

Cartelização e milícias - Outros casos

Em agosto de 2010, a Polícia Federal no Ceará deflagrou a operação "Canal Vermelho", onde detectou outra "milicia" comandada por PMs a serviço do empresário iraniano Farhad Marvizi. Marzivi é acusado de liderar "cartel" que teria sido responsável por, pelo menos, 11 execuções nos últimos dois anos no Ceará.

Após a deflagração da operação "Canal Vermelho", segundo fontes da Polícia Federal no Ceará, foram detectados indícios da participação de policiais militares, inclusive vários foram presos, envolvidos em esquemas de "milícia". Até PMs integrantes da Segurança do Tribunal de Justiça Cearense e de outras repartições do Estado do Ceará estariam envolvidos com as "milícias" a serviço de empresários e políticos do Estado.

(Fonte: Plantão Policial, O Povo, Jangadeiro online)

REFEIÇÃO EM FAMÍLIA DIMINUI ENVOLVIMENTO DOS ADOLESCENTES COM DROGAS

Quando os compositores Arnaldo Antunes e Tony Bellotto compuseram a canção Família, interpretada pelos Titãs na década de 1980, provavelmente não faziam ideia do valor de almoçar “junto todo dia” e nunca perder “essa mania”. Três décadas depois, uma pesquisa feita por alunos da Universidade de San Diego, na Califórnia (Estados Unidos), confirma a importância do hábito: uma refeição diária na companhia dos familiares pode reduzir em até 80% as chances de os filhos se envolverem com drogas, prostituição ou atos de violência.

O estudo foi feito a partir de entrevistas com 806 jovens de 15 a 25 anos que moravam na Califórnia. Depois de analisar o passado deles, os pesquisadores dividiram-nos em dois grupos: os que se alimentavam com a família e os que não tinham esse costume. Após 27 meses comparando os dados, a equipe de cientistas concluiu que os jovens que tinham a presença dos pais em pelo menos uma refeição diária estavam menos propensos a se envolver com esses problemas.

Ao avaliar a vida daqueles jovens, percebeu-se a importância do momento em família para a vida deles. Estar com os familiares dá mais liberdade para o jovem falar dos problemas. A presença dos pais nas refeições facilita uma troca de vivências, e a prevenção de possíveis problemas de envolvimento com vícios”, afirma o psiquiatra Fábio Barbirato, que acompanhou o estudo.

Bruno, Carolina, Alberto e Maria Teresa - pais e filhos acordam antes das 7h só para estarem juntos no café da manhã todos os dias - a união familiar poderia contribuir para a boa formação da personalidade dos filhos, a família Borges definiu que o almoço seria um hábito diário. “Quando as crianças eram pequenas, até mesmo bebês, nós sempre os colocávamos à mesa na hora do almoço para aprenderem a compartilhar aquele momento de reunião familiar”, conta a dentista Sara, 47 anos, casada com Júlio César, 56, e mãe de Lara, Lucas e Felipe, 21, 18 e 16 anos, respectivamente. Ela diz que, quando criança, costumava almoçar com seus pais e resolveu cultivar o hábito com sua família. “Sempre achei o almoço muito importante para a comunhão da família”, afirma.

A prática se tornou tão comum que Lara, estudante de direito, não consegue ver outra forma de agir na hora do almoço. “Ninguém na minha casa se imagina almoçando sozinho no quarto, ou isolado dos outros. Acho muito triste fazer alguma refeição sem ninguém para conversar, comentar sobre o alimento ou falar sobre o dia”, confessa. Para a mãe, o hábito refletiu-se de maneira positiva no relacionamento dos cinco. “As refeições em família propiciaram o crescimento e fortalecimento de uma amizade bonita e profunda, fundamental para a formação do caráter dos nossos filhos. Assim, eles nos contam seus problemas, pedem conselhos, aprendem valores e compartilham experiências”, declara a mãe.

Troca de experiências. Segundo Barbirato, esse ponto é fundamental. Apenas sentar-se à mesa, mas não conversar, diz o psiquiatra, não trará bons resultados. Por isso, é importante deixar de lado as invenções modernas que dispersam a atenção. “É necessário ir além de uma simples reunião. Não adianta nada ficar à mesa e, ao mesmo tempo, falar ao telefone, navegar na internet ou assistir à televisão. A ideia é criar uma relação familiar. Aquela hora é de se ligar na família”, afirma o médico, que é chefe de Psiquiatria na Santa Casa do Rio de Janeiro e coautor do livro A mente do seu filho: como estimular crianças e identificar distúrbios psicológicos na infância (Agir), com Gabriela Dias.

Não importa se o encontro familiar é feito no café da manhã, no almoço ou no jantar. O essencial é estar junto e conversar. Na família Macedo, por exemplo, o hábito é levantar bem cedo para, às 6h30, todos terem juntos a primeira refeição do dia. “Foi o jeito que eu e meu marido (Alberto, 53 anos, administrador) encontramos para ficarmos juntos e participarmos da vida dos nossos filhos”, revela a psicóloga Maria Teresa, 45. A família até teve o hábito de fazer todas as refeições diárias reunida, mas, por conta da rotina e do aumento das responsabilidades, tiveram de ajustar a prática aos compromissos. “Como foi ficando cada vez mais difícil nos encontrarmos, tivemos de nos adaptar para fazer pelo menos essa refeição juntos”, comenta a mãe.

Uma das filhas, Carolina, 20 anos, estudante de engenharia florestal, reconhece que é preciso um esforço para estar na companhia dos pais e dos irmãos — Bruno, e Gabriela, 22 e 17 anos, respectivamente—, mas diz que vale a pena. “É nas refeições que a gente compartilha a vida e percebe que tem alguém que se importa e lhe ajuda a enfrentar os problemas. Isto faz toda a diferença”, diz ela.

Alternativas

Para aquelas famílias que não conseguem uma forma de se reunir à mesa diariamente, o psicólogo Flávio Guimarães, mestre em psicologia clínica e terapeuta de família e casais, ressalta que a refeição é apenas uma das opções que se tem para construir a intimidade no lar. Um sofá e muita história para contar, por exemplo, já dão conta do recado. “Uma família que gasta algumas horas fazendo outra atividade que permita a interação pode ter resultados igualmente benéficos. O essencial não é a refeição, e sim o acompanhamento e a presença dos familiares”, afirma.

Na família de Jameson e Lélia Cunha, 50 e 54 anos, respectivamente, o almoço com todos presentes não ocorre diariamente, mas a família se esforça para aconteça no mínimo uma vez por semana e busca outros momentos de intimidade. “As horas de união da família servem para ajudar a corrigir erros e aconselhar os filhos. Sempre fizemos questão de acompanhar as nossas filhas, porque isso melhora a vida em todos os sentidos, inclusive a relação do casal”, declara a Lélia, mãe de Camila, 20, e Catharina, 18. Uma das soluções encontradas pela mãe para passar mais tempo com as filhas foi sempre levá-las e buscá-las na escola, momentos em que podia conversar com as duas.

De acordo com Fábio Barbirato, a ausência desses momentos em família pode trazer reflexos “lamentáveis” e, na maioria das vezes, “irreversíveis” à vida dos filhos. “Uma família desagregada quase sempre forma adultos que vão repetir o modelo mais tarde. Uma criança que não tem contato com os pais está aberta a violências físicas e psicológicas como o bullying”, alerta.

O psicólogo Flávio Guimarães ressalta, no entanto, que isso não significa que todo mau comportamento é necessariamente culpa da família. “Quando se fala em abuso de drogas e álcool, por exemplo, as pessoas sempre atribuem a fatores familiares. Acusar a família por conta desse tipo de comportamento não está certo. Há famílias que são estruturadas, mas têm casos de comportamento malfeitor”, esclarece.

Insultos na capital

O termo em inglês bullying é usado para descrever atos de violência física ou psicológica praticados por um indivíduo ou grupo. Geralmente, acontece entre crianças e adolescentes em locais que costumam frequentar diariamente, como escolas e universidades. Uma pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2009 apontou Brasília e Belo Horizonte como as cidades com maiores índices de bullying. Na capital federal, 35,6% de alunos declararam sofrer esse tipo de violência. Em Belo Horizonte, a taxa foi de 35,3%.

(Fonte: Correio Braziliense)

PORTAS

Se você abre uma porta, você pode ou não entrar em uma nova sala. Você pode não entrar e ficar observando a vida. Mas, se você vence a dúvida, o medo e entra, dá um grande passo: nesta sala vive-se. Mas também tem um preço. São inúmeras outras portas que você descobre. Às vezes quebra-se a cara, às vezes curte-se a mil e uma.

O grande segredo é saber quando e qual porta se deve abrir. A vida não é rigorosa. Ela propicia erros e acertos. Os erros podem se transformar em acertos quando são aprendidos. Não existe a segurança do acerto eterno.

A vida é generosa. Cada sala em que se vive, descobrem-se tantas outras portas. A vida enriquece quem se arriscar a abrir novas portas. Ela privilegia quem descobre seus segredos e, generosamente, oferece afortunadas portas.

Mas a vida também pode ser dura. Terá sempre a mesma porta pela frente. É a repetição perante a criação, é a monotonia monocromática perante a multiplicidade das cores, é a estagnação da vida.

Para a vida, as portas não são obstáculos, mas diferentes passagens.

(Fonte: Diabetenet, via e-mail do Célio)

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

FINAL DE SEMANA VIOLENTO TAMBÉM PARA O RONDA

O final de semana não foi dos melhores para as equipes do Programa de Segurança Pública do Governo do Estado do Ceará Ronda do Quarteirão. Além de um acidente grave registrado ontem (23/01), em Pacajus - CE, onde os PMs Paulo Marcelo Lima Batista e Ravel Ângelo Monteiro ficaram feridos, e também após o assassinato do Soldado do Ronda, Émerson Klênio Martins de Souza, registrado no sábado (22/01), em Maracanaú - CE, mais dois policiais do Ronda do Quarteirão ficaram feridos em um acidente na tarde de ontem (23/01), envolvendo uma viatura Hilux e um veículo Spacefox (fotos acima), no cruzamento das ruas Padre Valdevino e João Cordeiro, bairro Joaquim Távora, em Fortaleza - CE.

O condutor da viatura, Soldado PM Jônatas, foi encaminhado ao IJF com ferimentos na cabeça e fortes dores no peito, enquanto o companheiro, Soldado PM Ívis, sofreu escoriações leves.

Segundo a condutora do Fox, Rebeca Antunes, 68 anos, a colisão ocorreu após a Hilux ter avançado o sinal vermelho.

(Fonte: Diário do Nordeste, SVM)