CIVITATE - INCENTIVADORES

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

SUSPENSO O CONCURSO PARA A POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL

"A Funrio e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) suspenderam por 60 dias a seleção para policiais rodoviários. A paralisação acata a recomendação do prazo solicitado pelo Ministério Público Federal do Rio de Janeiro (MPF-RJ) para que sejam investigadas as denúncias de irregularidades na organização do concurso. A seleção oferece 750 vagas para 24 estados e o Distrito Federal e atraiu mais de 113 mil candidatos.

As provas objetivas e de redação foram realizadas em 18 de outubro. Em 13 de novembro, dia seguinte ao da divulgação dos resultados dos testes de múltipla escolha, diversos inscritos procuraram o Ministério Público para denunciar possíveis fraudes no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Minas Gerais. Segundo as reclamações, os 10 primeiros colocados fizeram provas na mesma sala e já teriam sido aprovados em outros concursos da Funrio. Além disso, os mais bem posicionados nesses estados teriam notas muito superiores às médias dos demais candidatos.

Antes mesmo de paralisar o concurso, a Funrio desclassificou 27 candidatos quando divulgou o resultado final das provas objetivas. De acordo com a banca, os suspeitos teriam sido detectados por um sistema de segurança que indica coincidências no gabarito e identifica aqueles que têm alto índice de acerto comparado aos demais concorrentes.

Em nota, a Funrio garante que há uma investigação interna e que, até o momento, não há indícios do "vazamento de nenhum dos 100 tipos de gabaritos diferentes utilizados pela organizadora e nem a contaminação do concurso". No mesmo texto, a organizadora reafirma que "não vai poupar esforços em colaborar com todas as informações junto ao Ministério Público para identificar os responsáveis e, assim, poder dar prosseguimento ao certame".

Essa é a segunda vez que o MPF pede a suspensão do concurso. No início de outubro, o procurador da República, Édson Abdon, pediu que fossem anuladas as inscrições múltiplas por estados, como o edital permitia. A Funrio modificou as inscrições, passando a considerar a primeira adesão feita por cada candidato e cancelando as demais. Cerca de 4 mil inscrições foram desconsideradas, porém, a organizadora ainda não terminou de restituir os candidatos.

A seleção foi suspensa antes que o resultado final das redações fosse divulgado - o que estava previsto para a semana passada. Além disso, para homologar o concurso, ainda faltam o teste de aptidão física, as avaliações psicológica e de saúde, a investigação social e o curso de formação."

(Fonte: Letícia Nobre - Correio Braziliense)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.