CIVITATE - INCENTIVADORES

sábado, 21 de dezembro de 2013

FELIZ NATAL



Os 10 MANDAMENTOS DO NATAL

1º) Se tens amigos, busca-os; Natal é encontro.
2º) Se tens inimigos reconcilia-te; Natal é paz.
3º) Se tens pobres do teu lado, ajuda-os; Natal é dom.
4º) Se tens tristeza, anima-te; Natal é alegria.
5º) Se tens soberba, esquece-a; Natal é humildade.
6º) Se tens dúvidas, procura crer; Natal é fé.
7º)Se estais no erro reflete; Natal é verdade.
8º) Se tens trevas, ilumina-te; Natal é luz.
9º)Se tens pecado converte-te; Natal é graça.
10º) Se tens ódio perdoa, Natal é amor.

domingo, 10 de março de 2013

Feliz Páscoa !

“Páscoa, é ser capaz de mudar,
é partilhar a vida na esperança,
é lutar para vencer toda sorte de sofrimento.
  É ajudar mais gente a ser gente,
é viver em constante libertação,
é crer na vida que vence a morte.
  É dizer sim ao amor e à vida,
é investir na fraternidade,
é lutar por um mundo melhor,
é vivenciar a solidariedade.
  É renascimento, é recomeço,
é uma nova chance para melhorarmos
as coisas que não gostamos em nós,
para sermos mais felizes
por conhecermos
a nós mesmos mais um pouquinho
e vermos que hoje,
somos melhores do que fomos ontem.”

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

2013

Quando 2012 iniciou, ele era todo seu.
Foi colocado em suas mãos...
Você podia fazer dele o que quisesse...
Era como um livro em branco, e nele você podia colocar: um poema, um pesadelo, uma blasfêmia, uma oração. Podia...
Hoje não pode mais; já não é seu.
É um livro já escrito... Concluído.
Como um livro que tivesse sido escrito por você, ele um dia lhe será lido, com todos os detalhes, e você não poderá corrigi-lo.
Estará fora de seu alcance.
Portanto, concluso 2012, reflita, tome seu velho livro e o folheie com cuidado.
Deixe passar cada uma das páginas pelas mãos e pela consciência; faça o exercício de ler a você mesmo.
Leia tudo...
Aprecie aquelas páginas de sua vida em que você usou seu melhor estilo.
Leia também as páginas que gostaria de nunca ter escrito.
Não, não tente arrancá-las.
Seria inútil. Já estão escritas.
Mas você pode lê-las enquanto escreve o novo livro que lhe será entregue.
Assim, poderá repetir as boas coisas que escreveu e... evitar repetir as ruins.
Para escrever o seu novo livro, você contará novamente com o instrumento do livre arbítrio, e terá, para preencher, toda a imensa superfície do seu mundo.
Se tiver vontade de beijar seu velho livro, beije-o.
Se tiver vontade de chorar, chore sobre ele e, a seguir, coloque-o nas mãos do Criador.
Não importa como esteja...
Ainda que tenha páginas negras, entregue e diga apenas duas palavras:

Obrigado e perdão!

Chegou 2013, um livro foi-lhe entregue, novo, limpo, branco, todo seu, no qual você irá escrever o que desejar...

FELIZ LIVRO NOVO !
(Fonte: recebi via e-mail)