CIVITATE - INCENTIVADORES

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

CEARÁ - MENOS MORTE NO TRÂNSITO EM 2009

"Os números ainda causam preocupação, mas a redução nas estatísticas é comemorada pelos órgãos de trânsito. Entre os meses de janeiro e agosto de 2008 e o mesmo período de 2009, houve uma redução de 21,20% em relação ao número de mortes no trânsito no Ceará. Foram 882 mortes nos oito meses do ano passado e 695 neste ano. Os dados foram repassados pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran/CE).

Além disso, o número de motociclistas que morreram, no período, também diminuiu. Foram 175 neste ano e 251 no ano passado, o que significa uma redução de 30,28%. A quantidade de passageiros mortos no trânsito em todos os veículos caiu de 132 no período de oito meses em 2008 para 88 na mesma época deste ano. A diminuição foi de 33,3%.

A diretora de Planejamento do Detran, Lorena Moreira, atribui a redução ao aumento da fiscalização pelos órgãos de trânsito e à Lei Seca, segundo a qual condutores que dirigem alcoolizados são punidos com pagamento de multa e apreensão da carteira de motorista. O número de bafômetros do Detran para fiscalizar os condutores aumentou de dois para os atuais 67.

As campanhas educativas também são apontadas como causa para a diminuição dos números de morte no trânsito, considera Lorena. "Educação e fiscalização caminham juntas. O retorno da fiscalização é visto a curto prazo e o da educação, a médio prazo", analisa. Ela cita que o órgão trabalha com a média de aumento anual de 11% da frota de veículos.

Para o superintendente do Detran, João Pupo, os números ainda estão longe dos ideais. "Essa redução é muito significativa, mas não podemos esmorecer" cita João Pupo, referindo-se à fiscalização e à conscientização das pessoas. A vigência da Lei Seca é tida, pelo superintendente, como "um marco" para a mudança do comportamento das pessoas no trânsito.

Rodovias estaduais

A Companhia de Policiamento Rodoviário (CPRv) também menciona números de redução de acidentes e morte nas rodovias estaduais. Conforme o comandante da CPRv, tenente-coronel Werisleik Pontes Matias, de janeiro a outubro de 2008, houve 1.816 acidentes nas CEs. No mesmo período deste ano, foram 1.518. Ou seja, uma queda de 16,41%.

Nos dez primeiros meses do ano passado, morreram 232 pessoas nas CEs, segundo a CPRv. Neste ano, em igual período, foram 184 & 20,69% a menos. A maior redução, no entanto, é em relação à quantidade de motociclistas mortos no trânsito. Caiu em 50%. Foram 84 de janeiro a outubro de 2008. E 42 nos mesmos meses de 2009.

Tanto o Detran como a CPRv enfatizam a importância do número de blitze para a redução dos números. "Isso é fruto de um melhor planejamento, maior número de operações. A Lei Seca também contribuiu", enumerou o tenente-coronel Werisleik.

NÚMEROS DO TRÂNSITO NO CEARÁ

2008 (de janeiro a agosto)
  • 251 motociclistas mortos
  • 88 motoristas mortos
  • 132 passageiros mortos
2009 (de janeiro a agosto)
  • 175 motociclistas mortos
  • 67 motoristas mortos
  • 88 passageiros mortos
RODOVIAS ESTADUAIS (CEs)

2008 (de janeiro a outubro)
  • 1.816 acidentes
  • 232 mortos
  • 84 motociclistas mortos
2009 (de janeiro a outubro)
  • 1.518 acidentes
  • 184 mortos
  • 42 motociclistas mortos
ATENDIMENTOS NO INSTITUTO DR. JOSÉ FROTA (IJF)

2008 (de janeiro a outubro)
  • 2.067 por colisão
  • 4.237 por acidente de moto
  • 2.452 por atropelamento
2009 (de janeiro a outubro)
  • 2.265 por colisão
  • 4.343 por acidente de moto
  • 2.274 por atropelamento
FONTE: Departamento Estadual de Trânsito (Detran/CE), Companhia de Policiamento Rodoviário (CPRv) e Instituto Dr. José Frota (IJF)."

(Fonte: Daniela Nogueira - Jornal O Povo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.