CIVITATE - INCENTIVADORES

terça-feira, 24 de novembro de 2009

BLOGUEIRO CEARENSE É CONDENADO E USO DA INTERNET VOLTA A SER DISCUTIDO

"O caso envolvendo o blogueiro Emílio Moreno da Silva Neto, de 33 anos, e a diretora do Colégio Santa Cecília, Eulália Maria Wanderley de Lima, ganhou repercussão nacional. O portal de notícias G1 divulgou na manhã desta terça-feira (24/11) a condenação de Emílio, responsável pelo blog Liberdade Digital, pela liberação de um comentário ofensivo de um internauta contra a freira.

O “post” em questão tratava de uma briga entre estudantes ocorrida em 2008 dentro do estabelecimento estudantil. Um leitor, que se identificou com e-mail falso, ofendeu a diretora e criticou a intermediação na briga. Segundo o estudante de jornalismo, o comentário foi excluído assim que solicitado, mas o advogado afirmou que o blogueiro se recusou a fazê-lo, alegando “cerceamento da liberdade de expressão”.

Emílio Moreno foi condenado a pagar R$ 16,6 mil, com ordem judicial para penhora de bens. O blogueiro é reconhecido com especialista em redes sociais e já ministrou palestra em diversas faculdades de Fortaleza. No microblog Twitter, amigos e seguidores do estudante usam a tag (marcador) #freemilio para se solidarizar e protestar contra a decisão judicial.

Segundo Emílio, a primeira ligação do advogado gerou estranhamento. Apenas no terceiro contato ele passou o e-mail e nome de identificação do comentarista, mas nenhuma resposta foi obtida com os dados. O blogueiro conversou com o Ceará Agora e falou sobre o que pode ter acontecido. “Os advogados constataram, como eu constatei, que era um e-mail falso e um nome de alguém anônimo, e por isso não conseguiram identificar a pessoa”, disse.

O caso traz novamente à tona a discussão sobre a criação de uma legislação específica para a internet, como a definição clara de limites na “liberdade de expressão” e punições para os erros. "O que eu acho importante discutir agora é saber até que ponto os produtores de conteúdo hoje na internet podem ser responsabilizados por isso. E se de fato podem, que fique claro, porque hoje não existe uma transparência nessa condição”, finalizou Emílio Moreno. Amigos do estudante pretendem criar uma campanha para arrecadar doações e pagar o valor."

(Fonte: Márcio Dornelles - Ceará Agora e G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.