CIVITATE - INCENTIVADORES

terça-feira, 2 de março de 2010

PM EXONERA CORONEL QUE MANDOU SUBORDINADO NEGOCIAR COM BANDIDOS

"O Comando Geral da PMERJ exonerou na manhã desta segunda-feira (1º/02) o coronel Carlos Henrique Alves de Lima (foto acima), do 5º BPM (Praça de Harmonia - Rio de Janeiro - RJ). A medida foi tomada porque o cabo da Polícia Militar Guttemberg Conceição, de 32 anos, foi morto no último sábado (27/02) com pelo menos 15 tiros, ao tentar negociar com bandidos o resgate do carro particular do oficial. O crime aconteceu no Morro da Pedreira, em Costa Barros. O oficial perdeu também a nomeação para o comando do Batalhão Rodoviário (BPRv), por determinação do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Mário Sérgio Duarte. O Tenente Coronel Sayonara do Valle, que era comandante do Colégio da Polícia Militar, substituirá o coronel Carlos Henrique Alves de Lima, no comando do 5º BPM.

Guttemberg era motorista de Carlos Henrique, cujo automóvel foi roubado em Nilópolis, na Baixada Fluminense, no mesmo dia. A esposa do coronel estava com o carro na hora do assalto. O celular dela, que também foi levado, serviu para o contato com os assaltantes.

Os dois policiais seguiram para o Morro da Pedreira, com R$ 2 mil para reaver o carro - valor acertado com traficantes locais -, mas apenas o cabo entrou na comunidade e, logo depois, foi morto com vários tiros. O carro não foi recuperado.

A Corregedoria da PM abriu sindicância para apurar o caso. Ainda nesta segunda-feira, o coronel deve depor no quartel geral da PM e explicar por que decidiu negociar a devolução do carro.

Os parentes de Guttemberg estavam inconformados no enterro, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio. A cerimônia que aconteceu neste domingo teve honras militares e recebeu PMs de vários batalhões.

- É um fato extremamente grave. Nós perdemos um policial. Numa situação como essa, logicamente que o conselho que a gente dá é: em hipótese alguma negocie. Mas infelizmente não temos como voltar no tempo - disse o tenente-coronel Lima Castro, chefe de comunicação da PM, ao Bom Dia Rio."

"Afastamento de oficial denunciado por negociar liberação de carro com traficante altera planos de troca de comandos na PM."

"A exoneração do coronel Carlos Henrique Alves de Lima, cuja nomeação para o Batalhão de Polícia Rodoviária da PM foi suspensa, após denúncia de que teria negociado com traficantes a liberação de um carro roubado, alterou os planos no comando da PM do Rio. Em reunião encerrada hoje à noite, o comando da corporação decidiu indicar o atual comandante do 23 BPM (Leblon), coronel Sérgio Alexandr, para assumir o BPRV: o tenente-coronel Rogério Leitão (ex-assessor de imprensa) comandará o 23 BPM. O tenente-coronel Aristeu Leonardo, que havia deixado o BPRV, ocupará o recém-criado cargo de assessor parlamentar."

(Fonte: Ana Cláudia Costa - O Glogo, CBN, Bom Dia Rio e G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.