CIVITATE - INCENTIVADORES

quinta-feira, 11 de março de 2010

ALUNO É EXPULSO POR PRATICAR TROTE VIOLENTO

"Aluno é expulso de instituição federal em MG por praticar trote violento."

"Um aluno do último período do curso de agropecuária do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais foi expulso pela instituição após ter praticado trote considerado violento contra estudante recém-admitido na unidade de ensino.

De acordo com Sérgio Luiz Santana de Almeida, coordenador-geral de assistência ao educando, do campus localizado em Machado, cidade do sul de Minas Gerais e distante 380 km de Belo Horizonte, um estudante de 21 anos cortou o cabelo de um aluno de 15 anos durante horário de almoço, na última terça-feira (9/03), em alojamento destinado a matriculados na unidade que moram de outras localidades.

"Esse aluno começou a estudar no campus na segunda-feira passada. Ele estava em lista de espera e, lamentavelmente, ao invés de ter uma recepção calorosa, foi tratado de forma inadequada pelo outro aluno. Nós não toleramos trote na nossa escola", disse Almeida.

Ainda segundo o coordenador, na chegada, o calouro já tinha sido procurado pelo mais velho, que o teria obrigado a buscar copos com água e ainda limpar o dormitório.

"Após o corte do cabelo, o aluno ficou apavorado e não conseguiu ir para o alojamento à noite. Chorou bastante e ligou para os pais, ele não nos procurou diretamente. Os pais me ligaram e vieram para cá buscar o filho", explicou Almeida.

Ainda de acordo com ele, o agressor foi reconhecido por foto. Policiais militares foram chamados para lavrar boletim de ocorrência e, em seguida, ele foi avisado da expulsão no dia de ontem.

"Ele reconheceu o erro e não argumentou muita coisa em sua defesa, até porque ele tinha total conhecimento das nossas regras. Sabia de todos os nossos preceitos sobre convivência com os outros alunos, mas, infelizmente, violou as regras da instituição", explicou o coordenador, para quem o garoto atacado afirmou não ter havido participação de outros alunos no episódio.

Conforme Almeida, após retornar à casa dos pais, em Três Pontas, também no sul de Minas, o aluno agredido ainda não decidiu se voltará ao campus.

"Hoje eu liguei para ele, mas ele ainda está muito abatido", disse o representante da unidade, que ainda revelou ter pedido da família do aluno agressor para não revelar a sua identidade.

A instituição tem ao todo 950 estudantes, de ambos os sexos, cuja idade para admissão varia de 14 a 17 anos. Aproximadamente 300 alunos ficam alocados nas dependências da escola, separados por sexo e idade, em alojamentos que comportam 10 pessoas."

(Fonte: Rayder Bragon - Uol)

Um comentário:

  1. MEU DEUS!!! É VIOLÊNCIA AGORA RASPAR A CABEÇA E FAZER BIXO BUSCAR ÁGUA....

    É o fim do mundo mesmo...

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.