CIVITATE - INCENTIVADORES

sábado, 13 de março de 2010

CEARÁ - EM ESCALA DE 0 A 100, DELEGACIAS FICARAM COM MÉDIA 43

"Capital tem delegacias inadequadas, diz estudo."

"O Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (Cesec), da Universidade Cândido Mendes realizou uma pesquisa em 235 delegacias de nove estados do Brasil, além do Distrito Federal. Para analisar todos os distritos policiais (DP), 449 pessoas saíram a campo. O resultado classificou as delegacias de Fortaleza, e de mais quatros cidades como inadequadas para atendimento ao cidadão.

Em uma escala de 0 a 100, a Capital cearense ficou com a média de 43,07, enquanto a nacional foi de 45,46, que também foi considerada baixa pela pesquisa.

O diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), Francisco de Assis Bernardo de Souza, comentou que esse resultado vai ser superado. “Estamos passando por um processo de reestruturação. A sociedade evolui e a Polícia Civil tem que acompanhar. Tudo tem sido aprimorado”, destacou. Das 35 unidades existentes na Capital cearense, quatro – 8º, 12º, 13º e 34º – estão passando por reformas, que irá cobrir as demais delegacias.

Francisco Bernardo contou que um melhor resultado poderá acontecer a médio prazo. “Isso porque o Governo do Estado está reformando até as delegacias do interior, e ainda serão realizados concursos para complementar o quadro de funcionário”, disse. Ele ainda informou que a pesquisa realizada não teve nenhuma interferência da gestão da Polícia Civil.

Avaliação


Os critérios de avaliação, que foram respondidos por pessoas que moram nas proximidades das delegacias, foram os seguintes: orientação para a comunidade, condições materiais, tratamento igualitário dos usuários, transparência e prestação de contas e condições de detenção. Para pelo menos três dos itens da pesquisa, Bernardo de Souza apontou uma possível solução: “Para os concursos que estão por vir, os concorrentes, para participarem, terão que ter o nível superior. Isso significa gente nova, com outra mentalidade e postura”, contou, ao acrescentar que, com os 30 anos de atividade, ele avalia essa atitude como uma tentativa de inovação.

PONTOS NEGATIVOS


Os quesitos que apresentaram índice mais negativo, foram as condições de detenção e a transparência das delegacias, apontou a coordenadora de pesquisa, Ludmila Ribeiro. “No item transparência e prestação de contas, as delegacias ainda divulgam muito pouco o que elas fazem, como o número de crimes que elas registram, o número de inquéritos que elas apuram. Elas divulgam pouco os órgãos aos quais a população pode recorrer no caso de não terem recebido um bom serviço, como a ouvidoria ou a corregedoria de polícia. No caso da detenção, as delegacias ainda têm dificuldades em lidar com a questão dos presos provisórios”, disse a pesquisadora.

A diretora do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (Cesec), Julita Lemgruber, declarou que se as pessoas confiam na Polícia e, quando vão à delegacia, são bem tratadas e sentem se mais acolhidas, o que fará com que a comunidade vá aos distritos para comunicar ocorrências. Ela destacou que, assim, irão diminuir a impunidade e ter mais segurança.

O diretor do DPM ressaltou que não foram apenas apontamentos negativos. O 1º Distrito Policial (DP), que tem como titular Wagner Diniz, foi escolhida como “delegacia exemplo”. “O delegado do DP irá, no próximo dia 16, para São Paulo para receber o premio”, contou.

Pesquisa


A pesquisa mostrou que apenas as delegacias de Brasília, que ficou com a média 55,85, e a do Rio de Janeiro, com 52,82, foram classificadas como adequadas. Já os distritos policiais de Belém, no Pará, ficaram com a pior nota, 38,59, e foram consideradas próximas de totalmente inadequadas, no conceito mais baixo da pesquisa.

São Paulo, com a nota de 52,01; Belo Horizonte, com a média 48,49; e Pelotas, no Rio Grande do Sul, 47,78 também tiveram suas delegacias classificadas como adequadas. No mesmo patamar de Fortaleza, ficaram os DPs de Porto Alegre (44,57), Goiânia (41,00) e Recife (39,30).

Os três melhores distritos policiais, apontados pela pesquisam, do País foram: a 23ª Delegacia do Rio de Janeiro, no Méier, em primeiro lugar; a 2ª Delegacia de Porto Alegre, em segundo lugar; e a 37º Distrito Policial de São Paulo, em Campo Limpo, em terceiro."

(Fonte: O Estado com informações da Agência Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.