CIVITATE - INCENTIVADORES

sábado, 6 de março de 2010

DESKTOPS SERÃO IRRELEVANTES EM TRÊS ANOS, DIZ GOOGLE

"Microsoft investe em computação na nuvem e Google diz que desktops serão irrelevantes em três anos."

"Executivos de duas das maiores empresas da internet deram fortes declarações nesta quinta-feira apontando a crescente importância da computação na nuvem. Steve Ballmer, presidente da Microsoft, disse que a empresa está completamente focada em desenvolver programas e serviços online. Já a Google aposta que os desktops se tornarão irrelevantes em três anos, sendo substituídos por dispositivos móveis.

Segundo Ballmer, cerca de 70% dos funcionários da Microsoft estão trabalhando em projetos relacionados à nuvem e esse número chegará a 90% em um ano. Após uma palestra na Universidade de Washington ele enviou um email para os funcionários da empresa reforçando o discurso.

"Hoje, quase todos os nossos produtos têm, ou estão desenvolvendo, funções ou serviços para a nuvem. Como eu disse hoje, no que diz respeito à nuvem, nós entramos com tudo. (...) Nós temos uma enorme oportunidade à nossa frente. Nossos produtos fazem a nuvem melhor, e a nuvem faz nossos produtos melhores", disse o CEO.

A Microsoft, uma empresa tradicional de informática, cuja receita ainda depende da venda de programas como o sistema operacional Windows e o pacote Office, tenta se adaptar à era da internet. Para isso já lançou uma versão online do Office e o Windows Azure, plataforma para criação de programas baseados na nuvem.

Além disso, a Microsoft tem uma relação próxima com o Facebook e outros serviços online próprios, como o Hotmail, Bing e o MSN. Segundo Ballmer, o novo Windows Phone 7, sistema operacional para smartphones, foi desenhado para funcionar na nuvem.

A estratégia faz ainda mais sentido para a Google, que nasceu na internet e fornece todos os seus serviços através da rede. O conceito de "computação na nuvem" prega que arquivos, programas e serviços estejam acessíveis de qualquer lugar, através da internet, e não presos a um computador pessoal.

O foco atual da Google são os dispositivos móveis, como demonstra o investimento da empresa no sistema operacional Android e no lançamento do Nexus One, um celular com sua marca. Para o diretor europeu de Vendas da Google, John Herlihy, os computadores de mesa não sobreviverão por muito tempo.

- Em três anos os desktops serão irrelevantes. No Japão, a maioria das pesquisas hoje é feita em smartphones, não em PCs - disse ele."

(Fonte: O Globo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.