CIVITATE - INCENTIVADORES

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

PMs PARTICIPAVAM DE BANDO

Uma operação sigilosa da Polícia Federal, com o apoio do Batalhão de Choque da Polícia Militar, nas regiões dos Inhamuns e Centro-Sul do Ceará, desarticulou uma quadrilha apontada como responsável pelos últimos ataques contra agências bancárias do Interior cearense. Ontem (17/11), o bando planejava assaltar, pela segunda vez neste ano, a agência do Banco do Brasil da cidade de Catarina (a 394Km de Fortaleza). Além de armas, a PF prendeu, pelo menos, cinco pessoas. Dois PMs são acusados de participar do bando. Um já está preso e o outro é caçado.

A participação dos PMs nos assaltos foi descoberta depois de uma investigação iniciada há cerca de três semanas. Fontes da PM informaram que os militares não participavam diretamente dos ataques nas agências, mas realizavam os atos preparatórios dos crimes, fazendo levantamentos, fotografias e filmagens dos bancos que seriam atacados. Além disso, atuavam na preparação logística, com o fornecimento e transporte do armamento do grupo.

Para chegar aos criminosos, que ainda não tiveram seus nomes divulgados, a PF montou uma operação de Inteligência tendo como base de operações as cidades de Boa Viagem e Iguatu. Em 11 meses, as autoridades registraram um alto índice de ataques contra agências bancárias e dos Correios no Interior cearense. Os criminosos atacaram 18 agências do Banco do Brasil e três do Bradesco, além de várias agências e postos dos Correios que serviam de correspondentes bancários. Em alguns casos, como nas cidades de Ibicuitinga, Banabuiú e Lavras da Mangabeira, os bancos foram atacados mais de uma vez em 2010. Além dos assaltos propriamente ditos, com tiros, uso de reféns e fugas mirabolantes, as quadrilhas também especializaram-se em arrombamentos de cofres e caixas eletrônicos.

Policiais

Segundo levantamentos feitos, com exclusividade, pela Reportagem, as prisões efetuadas ontem pelos agentes federais ocorreram em cidades da região dos Inhamuns. Até por volta das 18 horas, os acusados e as armas estavam sendo levados para a cidade de Boa Viagem (a 221Km de Fortaleza). Já um dos PMs envolvidos no grupo foi detido por policiais do Batalhão de Polícia de Choque (BpChoque) na cidade de Iguatu, no Centro-Sul.

A quadrilha planejava repetir a ação criminosa ocorrida no dia 2 de setembro, quando agiu de forma violenta contra a cidade de Catarina. Naquela data, cerca de dez homens, fortemente armados, atacaram o Banco do Brasil depois de uma ação cinematográfica que começou bem antes, na CE-277, principal via de acesso para o Município. Os ladrões interceptaram um caminhão-baú, que foi colocado atravessado na pista. Em seguida, passaram a abordar as pessoas que aproximavam-se dali em seus automóveis.

Tiroteio

Um dos transeuntes que acabou virando refém dos ladrões foi o médico do hospital Municipal de Catarina. Ele e o diretor administrativo foram usados como ´escudo humano´ para os assaltantes e levados até a agência em um Honda Civic. Em meio a tiroteio com os policiais e seguranças, o bando conseguiu fugir com todo o dinheiro que havia no BB, levando o gerente da agência como refém.

(Fonte: Fernando Ribeiro - Diário do Nordeste)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.