CIVITATE - INCENTIVADORES

terça-feira, 23 de novembro de 2010

PM APURA FURTOS E VENDA ILEGAL DE MUNIÇÕES DENTRO DE QUARTÉIS

A Polícia Militar do Ceará virou mais uma vez vítima da ação de ladrões. Já não bastasse o misterioso desaparecimento de mais de 10 fuzis do Quartel do próprio Comando Geral da Corporação, em outubro de 2007, e de mais de trinta Pistolas e Revólveres do Quartel da 2ª Companhia do 6º BPM, localizada em Caucaia - CE, em novembro de 2009, agora a PM está apurando mais denúncias de desvio e venda ilegal de munições da Corporação.

As munições estariam sendo desviadas por policiais militares e até por servidores terceirizados que foram contratados em grande número pelo atual governo para trabalharem nos Quartéis e sendo vendidas para integrantes da própria Corporação e para bandidos.

Hoje mesmo (23/11), segundo o site do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, a 1ª Câmara Criminal do TJCE negou habeas corpus ao Soldado Alexandro Lopes Farias do Nascimento, acusado do crime de receptação. A decisão foi proferida nesta terça-feira e teve como relator do processo o juiz convocado Inácio de Alencar Cortez Neto.

O réu foi preso no dia 6 de agosto deste ano, no município de Santa Quitéria, distante 222 km de Fortaleza. Conforme denúncia do Ministério Público Estadual, Alexandro do Nascimento teria receptado uma caixa de munições furtada da 3ª Companhia do 7º Batalhão Policial Militar, localizada na cidade de Nova Russas - CE.

Em depoimento, o soldado da PM disse ter comprado a caixa de um comerciante da cidade. A defesa ingressou com pedido de habeas corpus (nº 72833-28.2010.8.06.0000) no TJCE requerendo a soltura do policial, alegando que ele é possuidor de bons antecedentes e estaria sofrendo constrangimento ilegal.

Ao julgar o caso, a 1ª Câmara Criminal do TJCE denegou a ordem pleiteada, acompanhando o voto do relator. “Ao que consta dos autos, vê-se que os requisitos autorizadores da custódia cautelar estão presentes no caso em tela. A decisão que indeferiu o pleito de liberdade provisória encontra-se sobejamente fundamentada”, afirmou o juiz Inácio Cortez."

Novos Casos na 4ª Companhia/5º BPM e Companhia de Eventos

Segundo denúncias, a PMCE também estaria apurando o desvio de munições de outros Quartéis localizados em Fortaleza, como da 4ª Companhia do 5º BPM, situado no bairro Tancredo Neves e da Companhia Independente de Policiamento de Eventos, situada no bairro Castelão.

(Fonte: Com informações do Programa Plantão de Polícia, Ceará é Notícia, site do TJCE)

3 comentários:

  1. Eu sou de nova rusass e conhecie esse policial,o alexandro lopes e um cara amigo e trabalhador,ele sofreu uma grande injustiça e foi uma bela de armação q fizeram pra ele...

    ResponderExcluir
  2. eu trabalhei com o policial alexandro lopes em nova rusas,ele era um cara serio e trabalhador nunca faltou um dia de serviço,o capitão ribamar era o unico que tinha aceso o armario que ficava guardado as armas e munições, ele não deixava ninquem abrir o ter aceso aquele armario....

    ResponderExcluir
  3. Nanda Castro
    F. T. A DE MESEJANA COMANDADA PELO CB CLOVES E ELIALDO COM RAIVA DE UM COPANHEIRO DE FARDA UM SD QUE TAMBEM TRABALHA EM MESEJANA RASGAM O PNEU DO CARRO DO SD A FACA , TODOS PM QUE TRABALHA EM MESEJANA ESTÃO IDIGUINADO COM O FATO O MAJOR COMANTANTE DA CIA DEU UM DURA NO F. T.A E O CB ELIALDO TERMINOU CONFESSANDO E ATO DE CORVADIA E PAGOU O PNEU E FICOU POR ISSO MESMO.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.