CIVITATE - INCENTIVADORES

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

MEMÓRIAS DE UM CORONEL DE POLÍCIA 267

Caso procuremos o significado da “palavra”, vamos encontrar distintas indicações, conceitos, definições... “Na língua portuguesa, uma palavra (do latim parabola, que por sua vez deriva do grego parabolé) pode ser definida como sendo um conjunto de letras ou sons de uma língua, juntamente com a ideia associada a este conjunto. A função da palavra é representar partes do pensamento humano, e por isto ela constitui uma unidade da linguagem humana. Palavra é um termo sem uma designação técnica precisa. São unidades que nem sempre se pode delimitar uma palavra com precisão, pois pode haver "palavras dentro de palavras", como em beija-flor. A intuição de quem se utiliza da fala para delimitar uma palavra nem sempre corresponde à escrita, como no caso de "de repente" e "depressa".”

Assim, ontem no período noturno participando de uma banca examinadora, quando um aluno da faculdade defendia seu trabalho, demorou um pouco para encontrar uma palavra que desse significado às lutas de classe que um sindicato vinha despreendendo na defesa dos direitos dos seus associados. Eis que ele externou por ajuda e a ajuda veio, os colegas no auditório participaram e apresentaram várias opções de palavras: "reividicações", "anseios", "pleitos" etc. O aluno escolheu a palavra e prosseguiu com sucesso.

Ante o fato, lembrei de um episódio ocorrido em 1995 durante uma aula quando cursava na Academia de Polícia Militar General Edgard Facó, o CAO – Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais, e próximo de mim estava um colega Oficial-Aluno, o então Capitão Carlos.

Ante uma colocação do Professor em sala de aula, o Carlos manifestou seu pensamento em complemento ao raciocínio do Professor que abordava um assunto. A intervenção do Carlos foi curiosa pois eu nunca havia despertado para aquele “significado” da palavra dita pelo Carlos: ENFEZADO.

Tinha noção que ENFEZADO significava “aborrecido”, “irritado”, etc, mas na intervenção o Carlos fez à todos nós próximos dele tomarmos conhecimento de outro significado da palavra, dizendo que ENFEZADO podia ter este significado de “aborrecido”, “irritado”, mas na realidade a raiz da palavra estava no seu próprio nome, pois ENFEZADO, significava o fato do indivíduo “está cheio de fezes, cheio de bosta, como muita merda...” foi impossível para nós que estávamos próximos dele ficarmos sérios, disparamos numa gargalhada geral para surpresa dos demais e do professor que com certeza não sabia o que ocorria ao nosso lado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.