CIVITATE - INCENTIVADORES

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

TOLERÂNCIA ZERO ATÉ CONTRA A FILHA DE QUEM IMPLANTOU O "TOLERÂNCIA ZERO"

O ex-prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani, pode ter sido duro contra o crime (criou o Programa de Segurança Pública "Tolerância Zero"), mas na quarta-feira (04/08) sua filha foi presa na cidade americana por furto em uma luxuosa loja de cosméticos. Caroline Giuliani (foto acima), de 20 anos e estudante da Universidade de Harvard, foi flagrada pelas câmeras de segurança furtando cinco artigos cujo valor soma mais de US$ 100 em uma loja Sephora na zona nobre do Upper East Side de Manhattan, disse Paul Browne, porta-voz do Departamento de Polícia de Nova York.

Os gerentes da loja, depois de chamarem a polícia, disseram que não queriam apresentar acusações contra Caroline, indicou Browne. Ela terminou presa pela polícia sob uma acusação de roubo menor, e foi liberada em seguida.

Caroline, que vestia calça preta e um suéter vermelho, saiu de uma unidade policial na noite de quarta-feira e rapidamente subiu em uma caminhonete esportiva acompanhada por um homem e uma mulher. Ela não respondeu às perguntas dos jornalistas.

O pai, por meio de uma porta-voz, disse que o caso era um assunto particular e solicitou aos meios de comunicação que respeitem a privacidade de sua filha. A promotoria do distrito de Manhattan não decidiu se apresentará acusações formais contra ela, segundo sua porta-voz, Erin Duggan.

Caroline Giuliani é a caçula dos filhos que o ex-prefeito nova-iorquino teve com a ex-mulher Donna Hanover, atriz e repórter de televisão. A jovem esteve nas manchetes de jornais em 2007, quando disse que poderia apoiar o democrata Barack Obama para as eleições presidenciais de 2008 no lugar de seu pai, que esteve em campanha para tornar-se o candidato dos republicanos.

Rudolph Giuliani ganhou fama internacional como prefeito de Nova York por sua administração da cidade depois, principalmente depois que criou o Programa de Segurança Pública "Tolerância Zero".

(Fonte: Com informações AP, O Globo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.