CIVITATE - INCENTIVADORES

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

ENSINO É VOLTADO PARA A VIDA

Hoje um companheiro da PMCE indicou-me o artigo abaixo ("Ensino é voltado para a vida"), fazendo a observação da autoria - Eliziário Vitoriano de Araújo Neto Júnior (foto abaixo). Pelo nome do jovem formando da Unifor - Universidade de Fortaleza, denota-se que seja filho do nosso contemporâneo de Curso de Formação de Oficiais e Aspirante da Turma de 1983 da Academia de Polícia Militar General Edgard Facó, da PMCE, o Cadete Eliziário Vitoriano de Araújo Neto (foto ao lado). O Eliziário hoje é oficial da reserva da PM e integra os quadros da ONU - Organização da Nações Unidas.

Tal qual o pai a inteligência aflora. Parabéns aos pais, familiares e ao jovem formando. Excelente o artigo.


"ENSINO É VOLTADO PARA A VIDA"

"O homem que sabe tomar interesse por seu trabalho e achar um verdadeiro prazer em sua tarefa diária, é, evidentemente, o que produz mais e vive mais feliz."

"É salutar iniciar esta fala com as belas e apropriadas palavras de Atkinson. Esta felicidade mencionada por ele não parece mais ser um sentimento vivido pela maior parte da população. A impressão que temos é a de que ela se tornou uma prerrogativa somente para aqueles que detêm riquezas e bens; àqueles poucos que ainda atribuem aos valores morais, éticos e profissionais o sustentáculo de suas vidas. Porque não voltar a deixar a felicidade ser a nossa motivação todos os dias? Porque insistimos na ideia de que melhor é acumular montantes e mais montantes de dinheiro a acumular verdadeira alegria e prazer nas tarefas diárias da vida? Que mundo é este em que vivemos? Já não o reconhecemos.

A Universidade de Fortaleza exerceu e continua exercendo para os seus alunos um importante papel ante a competitividade do mercado, que cresce a cada dia, preparando-os para lidar com uma sociedade exigente e consciente da realidade mundial. O fomento à inserção dos acadêmicos em projetos de extensão e pesquisa, além do desenvolvimento de atividades culturais, envolvendo artistas nacionais e internacionais renomados, o apoio incondicional aos atletas locais e aos da casa para estarem envolvidos nas competições esportivas em âmbito nacional e internacional, a organização de eventos para divulgação e incentivo à pesquisa científica, enfim, devemos não poucas palavras de agradecimento à Unifor por nos ter ofertado todas as oportunidades para que pudéssemos alcançar os nossos objetivos, além de ter favorecido o início de tantas amizades que seguirão para sempre conosco.

É, pois, hora de agradecer a todos que nos ajudaram a escrever esse capítulo da nossa história. Somos gratos aos professores, que, com paciência, amor, dedicação e perseverança, decidiram acreditar em nós, motivar-nos a seguir lutando, sem nunca nos deixar desistir de buscar um aperfeiçoamento técnico e intelectual constante. Foram eles os responsáveis pelos profissionais que hoje estamos nos tornando. Foram os nossos incentivadores em momentos de conflitos. Quando parecia que não conseguiríamos mais aprender, apareceram com a instrução correta para resolver um problema.

Aos nossos pais também dirigimos palavras de agradecimento. Que vocês olhem para cada um de nós, hoje, aqui vestidos de forma tão distinta, e encontrem um motivo de grande orgulho, ao verem que os seus filhos, outrora pequenos e imaturos, serão agora os grandes homens e mulheres, amadurecidos e experimentados, para enfrentarem de forma honrosa os desafios vindouros que o mundo constantemente lança para provar o valor do ser humano.

Estar aqui em cima é verdadeiramente um grande privilégio. É maravilhoso contemplar os olhares daqueles que colocaram em seus corações o firme propósito de se entregar plenamente ao exercício de sua profissão, mesmo enquanto acadêmicos. É com intrepidez que os convido a zelar por tudo aquilo que vivenciamos de especial e único nesta instituição. Que a cada dia vivido lá fora, quando estivermos envolvidos na labuta de nossa profissão, o nosso coração possa saltar de alegria com as lembranças de tudo o que aconteceu no período de nossa formação, pois até isso pode ser capaz de impulsionar-nos a continuar crescendo e nos aperfeiçoando.

Convido-os a lembrar do primeiro dia aqui dentro, das primeiras lutas, das dificuldades, das barreiras vencidas, das amizades consolidadas e também dos desafios que nos impulsionaram a seguir lutando em busca do sonho que parecia tão distante, mas que, hoje, se mostra tão palpável e tão real. Erramos, tropeçamos, e até por vezes caímos, mas tivemos forças para levantar e seguir adiante, pois o Senhor, o Único Deus, Senhor dos Exércitos, esteve conosco durante toda essa nossa jornada, sem nós mesmos sabermos, ajudando-nos a prosseguir com os nossos objetivos. Obrigado!"

(Fonte: Eliziário Vitoriano de Araújo Neto Júnior - Jornal Diário do Nordeste)

4 comentários:

  1. O autor do artigo é realmente o filho do Eliziário,que se formou no último dia 05.01, na UNIFOR.

    Hugo Abreu

    ResponderExcluir
  2. Coronel Bessa, agradeço de coração a menção que fez a meu artigo publicado no diário do nordeste. Para mim é uma grande honra poder carregar o mesmo nome de pai e ainda saber de que ele foi também ilustre quando tinha a minha idade e me orgulho de afirmar que ele continua sendo, até hoje, um grande homem. O meu desejo é de que Deus me ajude a continuar sendo um homem ilustre, não para mim mesmo, mas para ofertar a comunidade um serviço digno e igualitário.

    Fraternalmente,

    Eliziário Vitoriano de Araújo Neto Junior
    Cirurgião-Dentista

    ResponderExcluir
  3. Não é de admirar que o Júnior herde a interligência do Neto. De Heliziário em Heliziário eu me orgulho de ter convivido com os dois, mais com o pai que com o filho. Perdi o contato, mas nossas histórias fizeram história.
    Gostaria de um novo contato. Lucarocas (85) 8897-4497 - lucarocas@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. Sinto-me orgulhosa dos meus dois sobrinhos! Parabéns Eliziario, Eliziário!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.