CIVITATE - INCENTIVADORES

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

EM BUSCA DO AMOR

Quando te busquei,
não imaginei tanto sofrimento.
Pelas provas de aceitação e disputa por ti.
Encontrei no olhar pulsante
o mel que cobria teu jardim florido.
Em flores de Madressilva e Crisântemos
lanças-te a palavra derradeira,
como escrituras de pergaminhos de outrora.
Disputar com o vento e o perfume delas. Impossível!
Fiz diferente.
Me associei ao vento e em combinação
passamos ser brisa.
Com as flores me misturei a cada uma,
em simbiose me emprestaram o
extrato para lhe ofertar. Hoje...
Hoje te busquei, entre as flores do jardim
e a brisa perfumada.
Para que fiques
Fiques para mim
Fiques em mim
Por todo.

(Fonte: Paulo Mello - Via e-mail da Carla Almeida)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.