CIVITATE - INCENTIVADORES

sábado, 19 de junho de 2010

NIGERIANO EXPULSO NO JOGO CONTRA A GRÉCIA NA COPA RECEBE AMEAÇAS DE MORTE


"A paixão pelo futebol, mais uma vez, ultrapassou os limites da civilidade e chega a níveis de violência explícita na Copa do Mundo da África do Sul. A vítima da vez é o meia da Nigéria Sani Kaita, que desde quinta-feira (17/06) vem recebendo ameaças de morte na sua página pessoal na internet.

Torcedores mais fanáticos responsabilizam o jogador pela derrota sofrida pela Nigéria contra a Grécia por 2 a 1. Numa partida bastante disputada entre as duas equipes pelo Grupo B, a Nigéria abriu o marcador, com um gol marcado aos 15 minutos do primeiro tempo. O time africano seguia melhor na partida até que aos 32 minutos Kaita foi expulso após fazer falta em Torosidis.

Com um a mais, a Grécia cresceu no jogo e, ainda no primeiro tempo, empatou aos 43 minutos. A virada ocorreu aos 15 do segundo tempo. Com menos um jogador, a Nigéria não teve forças para reagir. Foi a segunda derrota da seleção africana na Copa, dificultando a sua passagem para a fase seguinte.

Colombiano foi assassinado em 94

Desde o término da partida, a página pessoal do jogador, no site de relacionamentos Facebook, vem recebendo uma série de ameaças de morte. Internautas mais exaltados escreveram que ele teria o mesmo fim do zagueiro da seleção da Colômbia Andres Escobar, assassinado em 1994 ao voltar para o país após sua participação na Copa do Mundo dos Estados Unidos. O 'crime' de Escobar foi ter marcado um gol contra na derrota por 2 a 1 para a seleção americana, pela segunda rodada do grupo A. O resultado contribuiu para a eliminação da seleção colombiana na competição ainda na primeira fase do Mundial.

Escobar foi assassinado com doze tiros, quando saía de um restaurante no centro de Medellín. Segundo testemunhas, um dos homens agradeceu a Escobar pela "façanha" e começou a atirar. Segundo a polícia local, havia a suspeita de que os assassinos estariam envolvidos em apostas e que a derrota da Colômbia teria causado prejuízo aos apostadores.

Além das ameaças de morte a Sani Kaita e até mesmo a parentes do atleta, algumas mensagens dizem para ele não retornar mais à Nigéria. Outras mensagens, no entanto, são de apoio ao jogador."

(Fonte: Aurélio Gimenez - O Globo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.