CIVITATE - INCENTIVADORES

quarta-feira, 23 de junho de 2010

CEARÁ NAS ELEIÇÕES 2010 - LÚCIO DIZ QUE VAI ENTRAR NA DISPUTA

"Lúcio Alcântara afirmou ontem que está na disputa pelo Governo do Ceará. Com apenas alguns detalhes por acertar, o presidente estadual do PR e ex-governador disse que fechará questão na próxima segunda-feira (28), a apenas dois dias do final do prazo estabelecido pela Justiça Eleitoral para a formalização das candidaturas nessas eleições.

Por enquanto, Lúcio segue as articulações internas. “Estamos conversando e escutando os candidatos do partido (aos cargos proporcionais). Queremos saber o que eles acham. Esse é um trabalho muito intenso”, disse Lúcio.

Quanto aos apoios, o PPS deve ser um forte aliado. Alexandre Pereira, presidente do partido, esteve próximo de Lúcio durante todo esse período de negociações e foi um dos principais incentivadores da candidatura do PR.

Lúcio também foi procurado por Beto Studart, que chegou a ter seu nome cotado para o Governo pelo PSDB. Porém, a tentativa de formar com os tucanos uma grande frente contra o atual governador Cid Gomes (PSB) não se consolidou. “Não houve espaço para essa tese crescer. Talvez, também por uma resistência a essa tese, ele (Beto Studart) desistiu”.

Marcos Cals

Quanto à pré-candidatura de Marcos Cals (PSDB) para governador, anunciada ontem, Lúcio disse estar feliz. “Ele é um bom nome, já tem vários mandatos (de deputado). Fico feliz, pois já me sinto vitorioso. Sem modéstia, fui eu quem começou com essa ideia de existir outro candidato. Essa história de candidatura única ruiu.”

Antes, Lúcio chegou a declarar que, caso o hoje senador Tasso Jereissati (PSDB) fosse candidato ao Governo do Estado, ele abriria mão da própria candidatura. “É evidente que teria de haver conversa, entendimento. Mas com isso mostrei meu desprendimento, a importância de haver uma candidatura que rompesse com esse sistema”, disse, referindo-se ao rompimento entre ambos nas eleições de 2006, quando Tasso não o apoiou à reeleição.

E mais

Lúcio Alcântara vinha usando a gíria esportiva W.O. pra definir o cenário político cearense no qual estava prevista apenas a candidatura de Cid Gomes à reeleição. A sigla significa “walkover” em inglês e é usada quando o adversário não comparece e a vitória é dada ao que comparece."

(Fonte: Isabelle Leal Mendes - O Povo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.