CIVITATE - INCENTIVADORES

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

TRÊS POLICIAIS MILITARES QUE IAM PARA A MARCHA PELA PEC 300 EM BRASÍLIA MORREM EM ACIDENTE


"Acidente ocorrido ontem (1º/02), por volta das 16h, na BR-163, a cinco quilômetros do Distrito de Anhandui, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, matou três policiais militares de Dourados e deixou um ferido, sem gravidade.

Dois deles, Adevaldo Alves de Oliveira e o presidente da Associação de Cabos e Soldados da PM e Bombeiros de Mato Grosso do Sul, cabo Francisco Valenzuella Lopes, morreram ontem, pouco depois do acidente.

Já, o cabo Osmar Castelo (que trabalhava no Fórum de Dourados) morreu na manhã de hoje (02/02), na UTI da Santa Casa de Campo Grande. Ele sofreu traumatismo craniano e de tórax, foi submetido a uma drenagem de tórax e morreu por volta das 6h da manhã. O subtenente Leocione Lacerda Duarte foi levado, ontem, também para a Santa Casa, atendido e liberado.

O Cabo Francisco Lopes conduzia o veículo Gol prata com placas de Dourados colidiu frontalmente com um caminhão Mercedes Bens azul com placas do Paraná, que seguia no sentido capital a Anhandui, conduzido por Alan Fagner Berluscono, 33 anos, morador em Sete Quedas, que ficou ferido.

No momento do acidente chovia muito. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, Cabo Francisco Lopes perdeu o controle da direção e bateu no caminhão.

Os policiais seguiam para Campo Grande de onde iriam em comitiva para Brasília, a fim de participarem da Marcha para aprovação da PEC 300, que prevê melhorias no salários e nas condições de trabalho para os policiais de todo o Brasil.

Os corpos chegarão em Dourados na manhã de hoje e serão velados na Capela Bom Jesus.

O veículo Gol, placas HSJ-9934, que era conduzido pelo cabo Francisco Valensuelo Lopes, perdeu o controle após sofrer aquaplanagem na pista.

Sem controle, o automóvel colidiu de frente com o caminhão Mercedes Benz, placas HST-6989, de Tupassi (PR), conduzido por Alan Fagner Berlusco, 33, que ia no sentido contrário, de Campo Grande para Nova Alvorada do Sul.

O subtenente Leucione Lacerda Duarte e o condutor do caminhão, foi socorrido pelo caseiro Valdir Pereira da Silva, 35 anos . “Escutei a pancada e vim correndo”, contou Silva, que admitiu quase não teve coragem de ver a situação dos ocupantes do Gol.

O automóvel ficou com a frente totalmente destruída, enquanto o caminhão perdeu uma roda e danos na parte lateral direita. O carro ficou a 17 metros do local do acidente, enquanto o caminhão a 50 metros.

Chuva

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) afirmou que a causa provável do acidente foi a aquaplanagem, água na pista. Chovia no momento da colisão. Um dos ocupantes do automóvel confirmou a ocorrência do fenômeno."

(Fonte: Policiais dando seu suor e sangue; Dourados agora; Melquicoruja, Diário MS e o Progresso)

2 comentários:

  1. meus sentimentos para toda familia policia mi-
    litar de mato grosso,assim tambem como os fami-
    liares dos nossos irmaos que iam para essa lu-
    ta de melhores salarios para nossa classe mais
    o destino os traiu,mais eles estao do lado de
    deus e de la eles estao torcendo por todos nos.

    ResponderExcluir
  2. Meus sentimentos às famílias dos Ilmos Sr. Policiais Militares, homens estes, que faleceram buscando melhoria para nossas famílias, que Deus abençoe a todos e vos dê a Paz.
    Genivaldo, Bombeiro Militar da cidade de Caruaru-PE

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.