CIVITATE - INCENTIVADORES

segunda-feira, 5 de julho de 2010

MÍDIAS SOCIAIS EXIGEM NOVO PERFIL PROFISSIONAL

"O mercado de mídias sociais está em consolidação, mas já traça o tipo de profissional que precisa para manter seu ritmo de crescimento. O dinamismo de redes sociais como Twitter, Facebook, Flickr e Orkut - adotadas, cada vez mais, por empresas interessadas em estreitar o relacionamento com sua clientela - exige um perfil que seja capaz de adequar estratégias de marketing tradicionais às ferramentas on-line. O que significa, dizem especialistas, não só gostar de internet, mas também ter capacidade de planejamento e de gerenciamento de crises. A formação? Principalmente, em carreiras da área de humanas, como comunicação social, administração e marketing, além de antropologia e ciências sociais.

Ser jovem não chega a ser uma exigência, mas sim um reflexo do desenvolvimento recente desse mercado: a faixa etária de 25 a 35 anos é predominante entre especialistas da área, seja por terem crescido em contato com o computador ou sentido necessidade de acompanhar a tendência.

- Há uma geração que encara a internet de forma natural e outra que se adaptou a ela - diz Jacqueline Resch, sócia da Resch Recursos Humanos, de recrutamento e seleção de executivos. - Independentemente disso, as empresas têm demandado que seus funcionários, principalmente da área de marketing, busquem conhecimento no assunto.

Por abastecer as redes com conteúdo sobre as empresas e, ao mesmo tempo, monitorar o que é dito sobre elas na web, esse novo profissional precisa conhecer a fundo a organização em que trabalha, além do perfil dos usuários que navegam na internet.

- A formação acadêmica não é determinante, mas quem é de marketing, por exemplo, entende mais rapidamente a importância da imagem da marca e como pensar de forma integrada a estratégia do cliente. Já quem cursou antropologia, ciências sociais e história consegue traçar, mais facilmente, o perfil do usuário - explica o administrador Hugo Godinho, de 28 anos, diretor do Núcleo de Comunicação Integrada e Novas Mídias da agência In Press Porter Novelli.

Estar sempre conectado e ser curioso para garimpar novidades também são características essenciais, pelo menos para a publicitária Cristiana Rodrigues, de 33 anos, gerente de Web da TIM Brasil. Entre as funções que exerce estão administrar o posicionamento da multinacional no Twitter - que conta com mais de 17.266 seguidores - e intermediar sua relação com agências externas que desenvolvem projetos on-line sob encomenda.

- Além de dominar o inglês e ferramentas de publicação na rede, o profissional deve ser antenado e aberto a mudanças. É desejável, ainda, que tenha experiência prévia em comunicação, com atendimento ou marketing - diz Cristiana, ressaltando que ser organizado também é pré-requisito. - A gestão operacional das redes demanda planejamento e controle. É importante, ainda, ter tranquilidade para lidar com crises, já que o ambiente virtual é democrático e algumas pessoas podem se manifestar de forma ofensiva.

Nessas horas, ter em mente o posicionamento da marca na rede ajuda, diz a publicitária Andrea Dietrich, de 28 anos, gerente digital do grupo Pão de Açúcar. E muito:

- Se os profissionais conhecem a fundo os objetivos da marca, eles conseguem avaliar melhor o que responder e de que forma."

(Fonte: Paula Dias - O Globo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.