CIVITATE - INCENTIVADORES

sábado, 10 de julho de 2010

GUARDAS MUNICIPAIS AMEAÇAM FAZER GREVE

"O Sindicato dos Guardas Municipais de Fortaleza e Região Metropolitana (Sindiguardas) e a Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) realizaram, na manhã de ontem (09/07), em frente à sede da Secretaria de Administração da Prefeitura de Fortaleza, no bairro Dionísio Torres, um ato de protesto tendo como ponto principal da lista de reivindicações a definição da campanha salarial de 2010. Caso não sejam atendidos, os guardas não descartam a possibilidade de greve.

Márcio Cruz, presidente do Sindiguardas, contou que o objetivo da manifestação foi pressionar a Prefeitura de Fortaleza a cumprir o que foi acertado nas reuniões do fórum de valorização dos servidores da campanha salarial deste ano. "Esperamos que as nossas reivindicações sejam atendidas, visto que, desde 2007, não recebemos qualquer tipo de reajuste", ressaltou Márcio.

Reivindicações

As principais reivindicações dos Guardas Municipais são a correção do salário base, que, atualmente, é menor que o mínimo, em torno de R$ 458, contrariando o estatuto dos servidores; o adicional noturno em conformidade com a legislação, que é de 20%; anuênios atrasados; descongelamento das horas extras incorporadas e o reajuste de 18,51% do auxílio-refeição, segundo compromisso assumido pela Prefeitura de Fortaleza, no início deste ano.

Denúncia

Márcio Cruz aproveitou para fazer uma "denúncia grave que mostra o total descomprometimento da atual gestão pela segurança pública na Capital". De acordo com ele, a maioria dos guardas municipais não tem a mínima condição de proteger os fortalezenses. O motivo, destacou, é a falta de equipamentos básicos como cassetetes, algemas e sprays de pimenta, entre outros materiais de trabalho.

"Existem amigos meus que têm de comprar até a própria farda e, se quiserem realmente passar alguma segurança para a população, tiram do próprio bolso o dinheiro para adquirirem cassetetes e algemas. Isso é um absurdo", desabafou. Essa foi a segunda manifestação realizada pelos guardas municipais em 2010. A primeira ocorreu no dia 8 de junho, em frente ao Ginásio Paulo Sarasate, durante a visita do presidente Lula aos novos estudantes do Programa ProJovem Urbano de Fortaleza.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.