CIVITATE - INCENTIVADORES

quarta-feira, 28 de julho de 2010

CANDIDATO LÚCIO ALCÂNTARA COMPARA O GOVERNADOR DO CEARÁ COM AVESTRUZ E DIZ QUE VAI APERFEIÇOAR O RONDA E FORTALECER O RAIO


"Ao comparar o governador Cid Gomes (PSB) com um “avestruz” – animal que, segundo o imaginário popular, esconde a cabeça no buraco em situações de perigo –, o candidato do PR ao Executivo, Lúcio Alcântara, criticou ontem a demora de Cid em se manifestar sobre a morte do o adolescente Bruce Cristian de Souza, morto no último domingo, em Fortaleza, por um policial do Ronda do Quarteirão.

Ao ser indagado pelo O Povo, Lúcio disse que “isso demandava uma demonstração de condolências. Cid fez de conta que não foi com ele”. A declaração foi dada no fim da tarde de ontem, após caminhada no Conjunto Ceará. Até aquele momento, Cid ainda não havia falado em público sobre a morte do garoto. A primeira manifestação do governador ocorreu na noite de ontem.

Ponto central da fatalidade, o Ronda do Quarteirão também voltou a virar alvo dos ataques de Lúcio. Embora tenha garantido que, se eleito, irá manter e “aperfeiçoar” o programa, ele acusou o governador de ter criado uma “terceira polícia” no Estado. “Foi uma ideia desastrosa! Esse foi um erro fatal! Há uma desigualdade de tratamento entre os policiais militares. Ele (Cid) podia até ter falado de renovação, mas nunca desprezando a experiência, o conhecimento da Instituição, que é mais que centenária”, opinou.

Questionado sobre o que mudaria no Ronda, entretanto, Lúcio demonstrou não saber ao certo. “Não tenho soluções mágicas. Tenho um grupo, estamos discutindo, ouvindo opiniões. Um dos problemas foi esse: criar uma terceira polícia. Isso tem de estar vinculado às companhias”, analisou.

Raio fortalecido

Como proposta para reduzir os índices de violência no Ceará, Lúcio citou a ampliação do “Raio”, grupo da Polícia Militar criado em 2004, durante sua gestão no Governo, cujo símbolo é um policial e uma moto. Segundo o ex-governador, além de ser uma iniciativa barata, o Raio deu bons resultados e tornou-se “querido” pela população. “O atual governador privilegiou o marketing e a fachada, não a parte substantiva da Polícia”.

(Fonte: Com informações de Hébely Rebouças - Portal O Povo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.