CIVITATE - INCENTIVADORES

sábado, 5 de fevereiro de 2011

CEARÁ JÁ TEM 28 MOEDAS SOCIAIS

Não tem volta. A economia solidária está enraizada em comunidades e municípios cearenses, transformando a vida de milhares de pessoas que vivem nessas regiões carentes do Estado, e vem crescendo de maneira bastante expressiva.

Dendê Sol, Santana, Paju, Bem, Bassa, Par, Pirambu, entre outras instituições, acompanharam a boa experiência iniciada em 1998 pelo Banco Palmas e também implantaram o projeto, favorecendo a geração de renda e emprego nos respectivos entornos.

Juntos, os 28 bancos comunitários emprestam, em média, cerca de R$ 2 milhões ao ano a pessoas de baixa renda, que em sua maioria estão excluídas do sistema bancário convencional.

"O banco é uma grande inovação, de propriedade da própria comunidade e possibilita que os pobres administrem sua riqueza do próprio banco, sem intervenção de fora. Não pensamos nele só como assistência, mas queremos provar que as classes D e E são extremamente produtivas", explica o coordenador geral do Banco Palmas, João Joaquim de Melo Neto.


(Fonte: Centrofort, Sindieventos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.