CIVITATE - INCENTIVADORES

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

POLÍCIA PASSA OITO HORAS ISOLANDO E INVESTIGANDO LOCAL DE CRIME, PARA DEPOIS DESCOBRIR QUE ERA UM LOCAL DE FILMAGEM

Quando o Policial J. R. Blyth (foto acima) chegou na cena do crime que havia acontecido no George Washington Hotel (foto abaixo), de Pittsburgh, Estados Unidos, ele ficou estarrecido. “É a cena de assassinato mais sangrenta que eu já vi nos meus 35 anos de carreira”, teria dito o chefe de polícia. Oito horas de trabalho depois, eles descobriram que estavam perdendo tempo ali.

O sangue nas paredes? Totalmente falso. Tudo não passava de uma cena de um filme de terror que havia sido gravado ali há dois anos! Chamado New Terminal Hotel, o longa contou com a atuação de Corey Haim (foto abaixo), ator que morreu em março deste ano vítima de uma conjunção de pneumonia, problemas cardíacos e respiratórios.

Kyrk Pyros, o dono do hotel, decidiu deixar o quarto intacto para o caso da produção precisar voltar para refazer a cena e depois acabou deixando ele lá como local de visita turística mesmo. Quando uns bombeiros chegaram ao hotel que sofria um pequeno incêndio, eles acabaram vendo o quarto e aí começou o mal entendido.

A polícia atendeu ao chamado na quarta-feira (1º/12) que denunciava a cena de um crime. Pyros só conseguiu rir da situação. “Eu sorri e o legista olhou para mim e disse eu não estou achando nada engraçado. Eu disse bem, foi aqui que o Terminal Hotel foi gravado. Este é o nosso quarto do susto”.

A equipe achou que se tratava de um comentário de mau gosto e continuou trabalhando por 8 horas até perceber que não havia acontecido crime algum ali. Por que demoraram tanto? Acontece que o George Washington Hotel tem fama de ser mal assombrado, visto que 12 pessoas já morreram lá desde 1923. Mas naquele quarto? Só no filmes mesmo.

(Fonte: Daily Mail, ABC, Tânia Vinhas - Uol)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.