CIVITATE - INCENTIVADORES

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

SUPER IATES


(Iate Eclipse do bilionário russo Roman Abramovich)

"Fora do Brasil, super-iates brigam pelo título de maior do mundo."

"A São Paulo Boat Show é considerada uma das maiores feiras do setor na América Latina. A partir desta quinta-feira, ela vai apresentar alguns dos maiores e mais caros modelos à venda no País. Os visitantes, no entanto, não poderão ver de perto um tipo de embarcação que faz sucesso entre os bilionários: os super-iates. Construídos sob encomenda de gente disposta a pagar algumas centenas de milhões de dólares por um barco para desfrutar o tempo livre sob o sol, eles são equipados com boates, piscinas com cachoeira e sistema antimíssil e disputam pé a pé (para usar o jargão de quem entende do assunto) o título de maior do mundo.

O maior ícone da categoria super-iates é o Eclipse. Com 170 metros de comprimento (ou 557 pés), ele oferece dois heliportos para os passageiros que querem entrar a bordo usando seus helicópteros. Dentro do barco, eles podem usar o spa de luxo e a piscina aquecida para passar o tempo. Para aproveitar o mar, pode-se usar os brinquedos da garagem: lanchas, jet-skis e até um mini-submarino. Para proteger os passageiros endinheirados, o iate possui um sistema especial de segurança. As janelas da cabine do comandante e da suíte principal são à prova de balas e o iate tem um sistema antimíssil. Feito no estaleiro alemão Blohm & Voss, tem como dono o bilionário russo Roman Abramovich e está avaliado em US$ 350 milhões.

(Iate Dubai, do bilionário árabe Mohammed al-Maktoum)

O segundo colocado na lista dos maiores iates do mundo é do xeque que controla Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Batizado com o nome da cidade-estado, ele foi projetado pelo irmão do sultão de Brunei. Com sua falência, o barco foi repassado para o xeque Mohammed bin Rashid al-Maktoum. O Dubai tem 160 metros (525 pés) e é considerado o mais luxuoso do mundo. Ele é equipado com duas suítes masters e mais cinco quartos para convidados vip. Ao todo, podem ficar hospedados no iate 36 convidados e 88 tripulantes. As principais atrações a bordo são uma piscina com cachoeira, várias salas de jantar, bares e um cinema particular. O preço do palácio flutuante? Algo em torno de US$ 300 milhões. Detalhe: só os dois primeiros colocados no ranking dos maiores iates do mundo equivale a mais do que todo o mercado brasileiro de barcos.

Carnaval no Rio

Um dos primeiros empresários a investir na categoria dos super-iates foi o americano Paul Allen, co-fundador da fabricante de software Microsoft. Seu barco, o Octopus, tem 126 metros de comprimento (414 pés), custa US$ 200 milhões e foi visto ancorado na Baia de Guanabara durante o carnaval de 2004. O Octopus oferece aos seus passageiros o mesmo que outros grandes iates: luxo, mordomia e brinquedos na garagem para quem quer se divertir. De acordo com uma reportagem publicada pelo jornal inglês The Observer, o Octopus já foi usado pelo investidor George Soros e o governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, e tem um custo fixo de US$ 20 milhões ao ano.

(Iate Belga Project 1000 está em construção)

O reinado desses grandes iates está ameaçado por um projeto que começou a ser desenvolvido na Bélgica. Batizado de Project 1000, se ele sair do papel vai pular para o primeiro lugar no ranking dos maiores do mundo. O super-iate tem 200 metros de comprimento (656 pés), o equivalente ao tamanho de dois campos de futebol. Entre as excentricidades do projeto estão uma piscina de 30 metros (mais da metade de uma olímpica), um spa, cassino e uma boate para os passageiros. A garagem também será equipada: terá dois barcos de 98 pés cada -- ou seja, maiores do que o maior iate exposto na São Paulo Boat Show. O Project 1000 terá um visual futurista e deve custar algo entre US$ 500 milhões e US$ 900 milhões."

(Fonte: iG)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.