CIVITATE - INCENTIVADORES

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

REDUÇÃO DA CRIMINALIDADE NAS CIDADES PASSA POR POLICIAMENTO NAS FRONTEIRAS, DIZ GOVERNO

"A redução da criminalidade nos centros urbanos deve passar também pela segurança nas fronteiras, afirmou hoje (7/12) o Secretário de Segurança Pública do Ministério da Justiça, Ricardo Balestreri, logo após participar da abertura do Encontro Nacional sobre as Ações de Inteligência de Segurança Pública nas regiões fronteiriças - Policiamento Especializado na Fronteira.

De acordo com Balestreri, grande parte do armamento ilegal que existe no país entra no Brasil por meio das regiões de fronteira e chegam mas mãos dos criminosos. Ele disse ainda que no Brasil nunca houve uma política de segurança específica para as fronteiras, o que sempre houve foi uma política nacional de segurança, que incluía as fronteiras, feita pelas Forças Armadas.

“Precisamos de polícia na fronteira para fazer papel de polícia na fronteira. Não é possível num país com 35 mil quilômetros de fronteira seca e marítima não termos um sistema pleno de guardamento das fronteiras”.

O secretário disse também que no Rio Grande do Sul, onde o governo federal está investindo maciçamente em segurança pública na região da fronteira com o Uruguai, já houve uma redução da criminalidade no campo em 20% e um aumento de 40% na apreensão de armas e drogas nos últimos seis meses. Essa mesma cooperação esta sendo acordada com o governo da Guiana Francesa, onde o secretário espera que haja o mesmo resultado alcançado no Sul.

Ele disse ainda que depois que estiver montado um sistema de segurança nas fronteiras secas, será montado um sistema marítimo, para que o crime não migre das fronteiras secas para a marítima. “O próximo passo é um sistema de guardamento marítimo que o Brasil não tem. Temos a Marinha guardando as fronteiras, mas ela não tem função de polícia, por isso precisamos de uma guarda costeira”."

(Fonte: Agência Brasil e Correio Braziliense)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.