CIVITATE - INCENTIVADORES

sábado, 19 de dezembro de 2009

10 MANEIRAS DE FAZER O BEM NA ÉPOCA DO NATAL

"Doe um alimento, uma roupa, um brinquedo... Mas antes disto, doe um abraço e um sorriso. Doe também o seu tempo e dedique-se àquela pessoa por um instante de sua vida. Ouça a história, os medos e os sonhos que ela tem. E verá o quanto pequenos gestos como estes transformarão uma vida.

1. Adote um gatinho

Fundada em 2003, por Juliana e Susan Yamamoto, a ONG sem fins lucrativos, ajuda diariamente muitos bichanos. Eles são retirados das ruas, castrados, vacinados, vermifugados e recebem todos os cuidados necessários para ingressarem em um processo de adoção. Todos os detalhes do projeto estão disponíveis no site do projeto, em que além de disponibilizar as fotografias dos gatos prontos para adoção, oferece um conteúdo supercompleto sobre o que fazer quando encontrar um bichano abandonado. Interessou? Apadrinhe um animal e faça a diferença neste Natal.

2. Noéis Anônimos

Há 10 anos, Pedro Andrade (nome fictício), juntamente com mais seis amigos empresários, fundaram os Noéis Anônimos, em Itapira. Hoje o projeto conta com 60 Noéis, 200 voluntários e atende mais de 1300 famílias carentes da cidade. Anualmente, eles promovem anualmente uma festa especial de Natal. São dois mil brinquedos, duas mil bolas, três mil sorvetes e 700 kg de bala distribuídos por festa.

O investimento chega a bater os R$ 150 mil reais que são arrecadados dentro do próprio grupo. Como o projeto é anônimo, os voluntários que participam são sempre indicados entre eles. O bacana é que as pessoas da cidade os desconhecem (não existe uma sede), criando um ar bem mais lúdico e natalino.

3. Lar Escola Cairbar Schutel (LECS)

São mais de 40 anos crianças e adolescentes carentes. Além de receberem assistência odontológica, oftalmologia e psicológica, a Instituição oferece um espaço para lazer e uma programação diária para os atendidos. Eles ganham reforço escolar e realizam cursos e estágios profissionalizantes. O objetivo, acima de tudo, é manter estas crianças e adolescentes longe da marginalidade.

Para a época festiva, o LECS promove alguns eventos bastante especiais para arrecadar fundos à Instituição. Para mais informações dos eventos e também para se voluntariar, acesse o site oficial.

4. ActionAid

“Se cada um fizer um pouquinho, teria muito pouco a se fazer”. Esta é a frase-tema da canção do trabalho desenvolvido pela ActionAid, ONG que beneficia mais 25 milhões de pessoas em todo o mundo, em mais de 40 países. A proposta aqui não é doar alimentos, brinquedos ou similares, mas semear transformação, conforme explica a coordenadora de Marketing Flávia Tenenbaum. "Nosso objetivo é suprir as necessidades básicas das pessoas, sejam crianças ou adultos. Queremos gerar mudança e por este motivo atuamos cerca de 12 anos em cada comunidade assistida."

Para apadrinhar uma criança, Flávia ensina que é preciso se cadastrar no site e seguir os procedimentos necessários. Para tal, o padrinho doa mensalmente R$ 35,00 para a ActionAid, que se responsabiliza em apresentar, a cada três meses, um relatório sobre a evolução do “adotado”, além de enviar uma fotografia dele no ato da adoção e também a cada dois anos.

5. Viva e Deixe Viver

Entidade sem fins econômicos, Viva e Deixe Viver, completou este ano 12 anos. Formada por 1.082 voluntários, que se dedicam a oferecer entretenimento e informação educacional às crianças e adolescentes hospitalizados, a Viva tem desenvolvido um trabalho admirável, em diversas cidades como Brasília, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

Para participar do grupo de contadores de história, é preciso passar por um processo de seleção e treinamento durante aproximadamente nove meses. Depois de formado, o voluntário submete-se a treinamentos e doa, pelo menos, duas horas por semana um dos 70 hospitais credenciados pela Associação. Para mais informações, acesse o site oficial da Instituição.

6. Banco de Alimentos

Como não poderia deixar de ser, o Banco de Alimentos coleta doações de alimentos que seriam desperdiçados e distribui para mais de 50 instituições, alcançando a necessidade de mais de 20 mil pessoas por dia. Além disso, a ONG ensina às pessoas a conservar melhor os alimentos, aproveitando-os integralmente, a fim de evitar sobras e desperdícios.

Para ajudar, conhecer ou participar, acesse o site oficial do Banco de Alimentos.

7. Cão sem dono

Assim como a Adote um gatinho, a entidade surge com o objetivo de ajudar os animais abandonados nas ruas. Em 2005, um grupo de amigos empenhados na luta contra esta pratica, se uniu e formou a ONG. Todos os animais resgatados pela equipe, são levados ao veterinário, tratados e depois transferidos para um lugar mágico: o sítio da Cão sem Dono, localizado em Itapecerica da Serra, em São Paulo, que conta com dormitórios, áreas para banho de sol e muito espaço para os animaiszinhos se divertirem.

Para ajudar o projeto, você pode doar dinheiro, ajudar com materiais ou apadrinhar um cãozinho. Para mais informações, acesse o site oficial.

8. HCor – Hospital do Coração

Todos os anos o HCor - Hospital do Coração realiza ações de Natal para incentivar os pacientes internados na unidade. O grupo de voluntários, formado por funcionários e pessoas da comunidade, apresenta uma cantada com o coral, celebra uma missa especial e ainda realiza um grande evento para as crianças operadas no setor de cardiopatia. Além disso, de segunda a sábado, você pode comparecer ao HCor e doar sangue. Para saber mais, acesse o site do hospital.

9. Laços de Amizade – Espaço K

A ONG é formada massivamente por jovens. A prosposta do Laços de Amizade, projeto da casa do Espaço K, é implantar diariamente o "Friendship Circle" dos Estados Unidos, em que os adolescentes dedicavam-se a cuidar, por alguns dias, de pessoas portadoras de necessidades especiais.

Há cinco anos, o Espaço K oferece atividades das mais variadas, todas realizadas em sua sede. Além disso, a ONG conta com fortes parcerias, como Aldeia da Esperança, o GRAAC e os Doutores da Alegria, que possibilitam a ampliação de seu trabalho. Se interessou? Conheça mais do projeto e participe. As informações estão disponíveis no site oficial.

10. ONG Florescer

Em 2010, a Associação Nadia R. Bacchi (ONG Florescer), completou 19 anos. Instalada em São Manuel, interior de São Paulo, e também na comunidade de Paraisópolis (segunda maior favela do Estado), pela empresária Nadia Bacchi, a ONG atende cerca de 650 crianças e adolescentes de famílias carentes das comunidades.

Além de oferecer cursos profissionalizantes a estes jovens, a Florescer conta ainda com reforço escolar, aula de inglês, de teatro, de violão, de dança e de futebol. E tudo isso movido a muito amor e dedicação de seus voluntários. Para ajudar com doações ou até mesmo participar mais de perto dos projetos, acesse o site e veja como ajudar."

(Fonte: Ig)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.